Estagio supervisionado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1397 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1.1 A Empresa


O relatório de estágio foi desenvolvido na empresa Usina Santo Antonio S/A, localizada em Sertãozinho - São Paulo, que atua no Setor Agro-Industrial Sucroalcooleiro, com a exploração da cultura da cana-de-açúcar, produzindo: açúcar, álcool, levedura e outros produtos agrícolas.


1.2.1 - História


A família Balbo trabalhou quarenta anos na Usina Schmidt, emSertãozinho. Em 1946, conhecendo todas as atividades da agroindústria açucareira, criou seu próprio empreendimento, fundando a Usina Santo Antônio, no bairro Campinho. Em sua primeira safra, 1947, produziu 1.383 toneladas de açúcar (23.046 sacas de 60 quilos).
Naquele tempo, a Usina não possuía destilaria e a família não dispunha de terras próprias para o cultivo de cana. Dez anos depois, o grupo Balboadquiriu sua segunda empresa, a Usina Açucareira São Francisco, também em Sertãozinho. Na primeira safra sob direção da família, em 1957, foram produzidas 7.375 toneladas de açúcar (122.913 sacas de 60 quilos). Esta usina também não possuía destilaria.
Em 1962 e 1965, respectivamente as usinas Santana, em Sertãozinho, e Perdigão, em Ribeirão Preto, foram compradas e incorporadas à Usina SantoAntonio. Hoje, ela produz em média 600.000 litros de álcool e 12.000 sacas de 50 quilos de açúcar por dia. A Usina São Francisco, 420.000 litros de álcool e 8.000 sacas de açúcar.
A cana utilizada pelas usinas é fornecida por mais de 300 produtores autônomos e pelo Agropecuário Tamburi Ltda. (empresa do mesmo grupo) que explora, em regime de parceria nos municípios de Sertãozinho, Ribeirão Preto,Jardinópolis, Dumont, Barrinha e Jaboticabal, 20.000 hectares de terras próprias das usinas e 4.000 hectares de terras de terceiros. Destes 24.000 hectares, 20.000 são cultivados com cana de açúcar, a área restante, de 4.000 hectares, com café, outras culturas e reflorestamento. Nas áreas, tanto de terras próprias quanto de parcerias, destinadas ao cultivo de cana de açúcar, são também cultivados,em regime de rotação de culturas, cereais e adubos verdes.
A visão estratégica da empresa é buscar continuamente a melhoria da lucratividade e competitividade os seus produtos e processos, por meio da exploração do potencial da cana-de-açúcar e outros produtos agroindustriais.
Assim, há treze anos, as Usinas Santo Antonio e São Francisco consomem energia elétrica gerada nas próprias unidades, apartir do bagaço de cana, e são normalmente auto-suficientes durante a safra. A Usina São Francisco é pioneira no Brasil em co-geração de energia elétrica a partir do bagaço de cana, e já utiliza 2.800 KW para suas operações e entrega 300 KW para a CPFL. A energia total produzida pela usina dá para abastecer uma cidade de 30.000 habitantes. Juntas, Santo Antonio e São Francisco poderiam atender80.000 habitantes. A co-geração proporcionada pelas usinas diminui a chance de falta de energia na região Nordeste do Estado do São Paulo, já que a safra se dá no período de estiagem, entre maio e novembro, quando o nível dos reservatórios das hidrelétricas está baixo.
A busca de tecnologia pelas empresas já permite o emprego de novos produtos. Além do reaproveitamento do bagaço para geração deeletricidade, a vinhaça é utilizada na fertirrigação das lavouras, substituindo o potássio; a torta de filtro substitui a de mamona como fertilizante, e a levedura seca, com alto teor de proteína, são comercializadas para alimentar rebanhos de gado como complemento nutricional das rações convencionais.
Atuando sempre dentro dos princípios de defesa do meio ambiente, em 1981 as empresas daOrganização Balbo conseguiram controlar uma das maiores pragas que afetam os canaviais, a broca de cana. Nos dois laboratórios entomológicos são criados insetos inimigos naturais da broca. O controle biológico reduziu de 11% para 1,5% a infestação das lavouras e dispensa a pulverização com defensivos caros, poluentes e menos eficientes.
A Organização Balbo também produz espécies florestais nativas...
tracking img