Resumo hobbes, maquiavel, rousseau e burke

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1707 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Hobbes
Hobbes é um contratualista -> acredita que a sociedade está em um contrato, assim como Rousseau. A natureza do homem não muda conforme o tempo, ou a história. Se não há um estado controlador, a atitude mais racional adotada pelo homem é estabelecer a guerra contra outros homens, seja para vencê-lo, seja para evitar um possível ataque. O homem é o lobo do homem, e suas atitudes sãoracionais considerando o estado de natureza., em que todo homem tem direito a tudo. Entre as causas da violência no estado de natureza, uma das principais reside na busca da glória. O indivíduo hobbesiano não almeja tanto os bens, mas a honra.
Para Hobbes não existe primeiro a sociedade e depois o poder. Porque se há governo, é justamente para que os homens possam viver em paz. O poder deve serabsoluto. Para ele a igualdade é o fator que leva todos a guerra. Já liberdade para ele, teve que ser abdicada em nome da própria proteção do homem. Ao assinar o contrato social, os homens deram poder ao soberano a fim de instaurar a paz, e para isso, abriram mão de sua liberdade.
Visando a paz e a segurança comum, a propriedade deve ser do soberano. Compete ao soberano a distribuição das terrasdo país, assim como a decisão sobre em que lugares, e com que mercadorias, os súditos estão autorizados a estabelecer comércio.
Natureza conflitiva do homem exige a submissão de um poder absoluto para que seja instaurada a paz social.
Homens se relacionam por pactos. Antes do estado, poder coercitivo, a vida social não era possível, pois esses pactos carecem de segurança.
Pacto de cada homemcom todos os homens. Pacto de associação e de submissão. O estado deve ser visto como multidão reunida.
Missão do soberano:
*Conservar o poder (dever fundamental);
* Educar o povo na obediência (ensinar quais são os direitos do soberano);
* Manter a igualdade na administração da justiça e na cobrança de impostos;
* promulgar boas leis (uma boa lei é necessária para o bem do povo e, aomesmo tempo, compreensível).
O estado político deve ser o mantenedor da liberdade. Estados existem em função do risco constante de desobediência. Esse risco deve ser driblado com o mínimo de leis positivas (que visam o bem comum), deixar livres ações de um conjunto de cidadãos que pretendem engendrar o desenvolvimento. As liberdades individuais não devem ferir o bem comum.
Liberdade para Hobbesnão está no estado de natureza. A liberdade consiste na liberdade privada que cada um tem com relação a todas as coisas que não recaírem sobre o domínio comum.
A paz só é obtida por meio do ordenamento e restrições das ações que afetam o bem comum.
Maquiavel
Preocupação com o estado. Não o estado que nunca existiu, mas o estado real que é capaz de impor a ordem.
Busca a verdade efetiva dascoisas -> ver a realidade tal como ela é, e não como gostaria que ela fosse. Ele rompe com o pensamento filosófico anterior do “dever ser”.
Reconhecendo a verdade efetiva, é necessário buscar uma forma de evitar o inevitável, sempre partindo do princípio da ordem cíclica das coisas (tudo se repete). Para ele a ordem tem um imperativo: deve ser construída pelo homem para se evitar o caos e abarbárie. Mesmo com a ordem estabelecida, não é garantido que ela se permaneça, pois o caos e a barbárie estão no cerne do ser humano.
Ciclo de estabilidade e caos. A história é cíclica, repete-se indefinidamente, já que não há meios absolutos para “domesticar” a natureza humana. Assim, a ordem sucede à desordem e esta, por sua vez, clama por uma nova ordem.
O correto exercício do poder é a únicaforma de evitar os erros do passado, mais uma vez, partindo do princípio que tudo se repete. É importante a percepção de que qualquer forma de poder é transitória, nunca definitiva. Portanto, o correto exercício do poder depende do momento da sociedade. Para se alcançar o poder é necessário suportar a ideia da incerteza de que nada é estável, e que o espaço da política se constitui e é regido por...
tracking img