Resumo do livro: a escrita infantil de maria da glória seber

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3053 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
AZENIR RIBEIRO RODRIGUES BATISTA
KELLY BAUER
KÉSIA EMILIANA DE FREITAS FERNANDES
MAYARA VITORIA CARDOSO AMARAL
PAULA CRISTINA JESUS DE SOUZA
PRICILA REBELLO
WANISA ANDRÉIA STUCHI ALVES








RESUMO DO LIVRO: A ESCRITA INFANTIL DE MARIA DA GLÓRIA SEBER
















SÃO JOSÉ DOS PINHAIS, PR
2012
AZENIR RIBEIRO RODRIGUES BATISTA
KELLY BAUER
KÉSIA EMILIANA DEFREITAS FERNANDES
MAYARA VITORIA CARDOSO AMARAL
PAULA CRISTINA JESUS DE SOUZA
PRICILA REBELLO
WANISA ANDRÉIA STUCHI ALVES





RESUMO DO LIVRO: A ESCRITA INFANTIL DE MARIA DA GLÓRIA SEBER


Atividade Prática solicitada como trabalho parcial para avaliação na disciplina Projeto Integrador, no curso de Pedagogia, da Universidade Braz Cubas,orientada pela professora Ms Denise Almeida.












SÃO JOSÉ DOS PINHAIS, PR
2012
INTRODUÇÃO
O livro A Escrita Infantil: O Caminho da Construção, de Maria da Gloria Seber, aborda diversos temas a respeito da escrita infantil. Desde a indiferenciação até a diferenciação do grafismo do desenho e da escrita, como também, o progresso evolutivo do grafismo da escrita, a substituiçãoprogressiva de formas gráficas não-identificadas por letras, o construir e reconstruir modos de pensar a escrita, o descobrir os valores sonoros das letras, o entendimento progressivo dos diferentes níveis de segmentação sílabas e palavras, a conquista da base alfabética da escrita, o rever das investigações sobre o desenvolvimento da escrita infantil e a representação da língua escrita edecorrências pedagógicas.
Estes temas são abordados através de um “debate” da visão mais antiga e conservadora do professor Fabiano, e por outro lado, da visão alicerçada na teoria de Piaget da professora Raquel. O que torna o livro interessante, pois permite a observação das duas visões, permitindo, assim, o leitor a chegar à conclusão de qual método adotar mediante as situações expostas no livro.CAPÍTULO 1
DA DIFERENCIAÇÃO A DIFERENCIAÇÃO DO GRAFISMO DO DESENHO E DA ESCRITA
A linguagem oral e escrita foi criada pelo homem para representar idéias. A autonomia, da criança, para construção de idéias próprias pode ser observada no processo de desenvolvimento dessas duas linguagens com influência do cotidiano e dos modelos sociais que acercam.
O ler e escrever deve evoluir como linguagem e não como instrução programada, sendo assim essencial a participação da criança juntamente com o auxílio indispensável do professor. Este último deve agir como interlocutor e procurar entender e respeitar o que seu aluno quis representar graficamente e assim pouco a pouco fornecer informações sobre a língua escrita na hora e dosagem certa.As primeiras linhas serrilhadas devem ser entendidas como as primeiras formas de escrita, até porque capacidade de produzi-las e interpretá-las toda criança tem, basta o professor permitir.


CAPÍTULO 2
O PROGRESSO EVOLUTIVO DO GRAFISMO DA ESCRITA
Existem critérios que são usados como parâmetros que irão determinar se a criança está pronta ou não para ser alfabetizada.Os critérios que serão expostos são: desenvolvimento, cronologia, nível de maturação e controle motor.
O desenvolvimento intelectual não se dá de forma linear, pois é um processo dinâmico e é caracterizado por idas e vindas devido a integração das conquistas precedentes àquelas que a sucedem. Quanto à cronologia, não se pode pensar que toda criança da mesma idade atinja as mesmasconquistas, pois cada criança tem um ritmo próprio. Já o nível de maturação, desde que as condições biológicas e de estimulação, necessária, sejam preservadas, toda criança está apta a realizar as ações que correspondem aos limites do nível de desenvolvimento em que se encontra. Para tanto se faz necessário que o adulto possibilite a autoconfiança da criança mediante as conquistas da mesma. O controle...
tracking img