Fichamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1417 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SABER, Maria da Glória. A escrita infantil: o caminho da construção. São Paulo: Scipione, 1997. 256p. (Pensamento e Ação no Magistério).
RESUMO
A autora Maria da Glória Seber em seu livro “A escrita Infantil” oferece uma rara oportunidade de repensar como se dá a aquisição da escrita infantil de forma natural. Através do diálago de Raquel (professora defensora da teoria de Piaget) com Fabiano(professor com concepção mais antiga e tradicional) aborda vários temas referentes a escrita da criança, tais como da indiferenciação a diferenciação do grafismo do desenho e da escrita, o progresso evolutivo do grafismo da escrita, construindo e reconstruindo modos de se pensar a escrita, revendo as investigações sobre o desenvolvimento da escrita infantil dentre outros. Apesar dos personagens deremde correntes opostas se reúnem várias vezes para analisar atividades feitas por crianças com idades entre 2 e 6 anos, assim aos poucos Fabiano vai descobrindo que através do desenho, rabiscos e escrita de maneira livre progride a ler, escrever e a construir conceitos. Este interessante diálogo nos leva a uma viagem sobre o conhecimento da teoria piagetiana, introduzindo conceitos científicos deforma clara e exemplificada, fazendo nos refletir sobre o paradigma de como alfabetizar.

CITAÇÕES
“O caminho da autonomia intelectual é o do agir sobre a escrita com liberdade; aprendendo a ler e a escrever, a criança tem maior chance de dominar conceitualmente esse sistema representativo da linguagem.” (p.12)
“Embora a quantidade de informação disponível difira de um meio social para outro, omaterial gráfico desperta a curiosidade infantil, a semelhança de tantas outras situações, como quando ela nota a barriga da mãe crescer durante a gestação, ou que os dias são claros e as noites escuras, etc.” (p.12-13)
“Se o professor se colocar como simples observador do que a criança produz graficamente, ela não vai descobrir sozinha muitos dos aspectos convencionais língua escrita. Por outrolado, o professor também não deve assumir uma posição radicalmente oposta a de observador, achando que, sem instruções bem programadas e bem dirigidas, a criança não aprende nada.” (p.15-16)
“A intenção de escrever algo para o outro deve ser mais valorizada do que aquilo que o adulto observa no papel que ela lhe entrega.” (p.16)
“Quando a intenção é desenhar, as crianças constroem figuras; se aintenção é escrever, elas fazem traços contínuos.” (p.19)
“Reconhecemos a emissão das primeiras palavras como o inicio do desenvolvimento da linguagem oral. Pois bem, precisamos demonstrar o mesmo entusiasmo frente as linhas serrilhadas, interpretando-as como as primeiras formas de escrita.” (p.24)
“Uma das maiores dificuldades ao se estudar o desenvolvimento infantil é ignorar as diferenças designificado que um certo comportamento pode ter para o adulto e para a própria criança.” (p.27)
“A cronologia fornecida pelos estudiosos do desenvolvimento – indicada em ano e, as vezes, até em meses e em dias – serve como simples referencial, pois varia muito a idade em que as crianças realizam conquistas. O ritmo próprio de cada criança para aprender pode variar, tanto quanto a qualidade dasestimulações propiciadas pelo meio social em que ela cresce.” (p.28)
“Se o adulto prender-se apenas aquilo que a criança não tem condições de realizar, em virtude de seu nível de organização intelectual, sua interação com ela será desastrosa. Ele nunca irá valorizar nada do que a criança estiver fazendo, e seus sentimentos em relação a ela serão primordialmente negativos. Ele só se importa com o que lhefalta atingir, e não aprecia o que ela já conquistou.” (p.30)
“O treino das vogais deve ser descartado, não apenas em razão das dúvidas que qualquer tipo de condicionamento desperta, mas também porque nenhum treinamento tem chance de estimular aprendizados significativos para o professor e para a criança.” (p.43)
“Na etapa em que os rabiscos predominam, a criança modifica o nome atribuído ao seu...
tracking img