Resumo do filme "doze homens e uma sentença"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1244 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Doze homens e uma sentença
1 O objetivo do júri
O filme doze homens e uma sentença se passa a maior parte dentro de uma sala do júri, em Nova York . Eles acompanham o julgamento por dias e depois se reúnem na sala do júri para decidirem entre si o futuro do réu, essa sala tem apenas uma mesa no centro , cadeiras desconfortáveis , pouca ventilação , um banheiro e a sala é trancada pelo lado defora para que a saída e entrada seja monitorada o que aumenta o descaso e a má vontade dos jurados. Os doze jurados de condições financeiras e de idades diferentes,devem decidir se um jovem de 18 anos é culpado do homicídio de seu próprio pai, onze dos doze jurados considera o jovem culpado , e apenas um fica em duvida sobre o caso(o oitavo jurado) e decidi analisar melhor antes de dar suaopinião , já que a decisão final deve ser unânime e resultara na pena de morte do réu.
1.1 O incentivador das discussões
Quando o oitavo jurado disse: “Não podemos decidir em cinco minutos, e se tivermos errados?”, a partir desse momento os outros jurados começaram a analisar o caso, mas sempre tentando provar que o garoto era culpado do homicídio.
1.2 O testemunho do vizinho idoso
Um dosmotivos que levou os onze jurados a considerar o jovem culpado, foi o testemunho de um velho que mora no segundo andar, em baixo do quarto que ocorreu o crime, ele diz ter escutado uma briga entre pai e filho, onde o jovem disse que iria matar o pai e logo após um corpo caiu, tudo isso aconteceu por volta de meia-noite e dez horário que coincide com o que o legista relatou . O velho também viu o garotosair correndo pela escada depois do fato e chamou a policia que encontrou o corpo com uma facada no peito.
1.2.1 Oitavo jurado derruba o primeiro testemunho
Mas esse testemunho pode ser contrariado pelo fato de o velho ter problema na perna , que o impede de ter chegado tão rápido a cena do crime e ver o garoto saindo pela escada e também de escutar os gritos e a briga já que o trem passavapor ali e fazia um enorme barulho.
1.3 A vizinha vê o crime
Outro testemunho foi o de uma senhora que morava em frente ao garoto, olhando pela janela do outro lado do trilho viu o jovem enfiar uma faca no peito do pai à meia-noite e dez.

1.3.1 Oitavo jurado derruba o segundo testemunho
Mas como ela conseguiria identificar tudo que ocorreu, tendo ela problemas de visão, e enxergar pelasjanelas do trem que passava na hora, mesmo que disseram que seria possível ver pelo outro lado do trem vazio e escuro , para uma senhora e a noite isso não seria tão fácil.
1.4 O álibi do réu
O álibi do jovem também pareceu muito mentiroso, disse estar no cinema na hora do crime e depois de uma hora não se lembrava do nome e dos atores do filme, mais um indicio de que ele tinha culpa.
1.5 Aviolência entre pai e filho
Um dos jurados diz ter se convencido que o réu era culpado pelo fato de os vizinhos do apartamento escutaram uma briga por volta de oito da noite e o pai ter batido no filho, que saiu de casa zangado, o que seria motivo suficiente para cometer o crime. Mas o oitavo jurado contestou e disse que o garoto já havia apanhado muitas vezes e a violência já seria rotineiro para ele,um motivo fraco para se matar o próprio pai.
1.6 Características do garoto que o descrevia como perigoso
A ficha do garoto continha muitos elementos para que os jurados o considerassem violento, ele apedrejou um professor aos dez anos, aos quatorze foi pego roubando um carro, preso por assalto e por tentar esfaquear outro garoto, o que mostra a habilidade dele com facas, arma do crime de seu pai,mas o oitavo jurado sempre argumentava e conseguia mostrar que os motivos não eram suficientes o bastante.
1.7 Alguns jurados mostram seu preconceito
Após um dos jurados dizerem que o garoto morava em um cortiço, e este seria um lugar de criminosos um jurado que era negro e passou a sua vida inteira morando em um cortiço, se revoltou e defendeu o seu lugar de origem dizendo que ele não era...
tracking img