Bebidas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (450 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
No Brasil, o segmento de bebidas teve um crescimento de 69,7% no período de 1990 a 2005. Em 1998, o consumo por pessoa no país havia sido de 328 litros, abaixo do consumo da Europa e dos EUA. NaEuropa, o consumo havia sido de 553 litros e, nos EUA, de 620 litros por pessoa.
Segundo a Datarmark, no período 1990 a 1998, houve um crescimento no mercado brasileiro de 55 %. Tradicionalmente, naúltima década, o Brasil ocupou a sexta posição entre os maiores produtores de cerveja. A produção do Brasil , em 1998, foi de 8,17 bilhões de litros em 55 fábricas instaladas no pais na época.

Naprodução de refrigerantes, em 1999, o Brasil produziu cerca de 11,05 bilhões de litros, com um consumo abaixo do potencial de mercado. Na época, o Brasil contava com 520 indústrias no setor.

Além daprodução de cerveja, a produção de bebidas à base de soja teve um crescimento recorde no ano de 2005. Em comparação ao ano anterior, as categorias de Suco Pronto e Água Mineral tiveram um crescimento maior doque os refrigerantes.

Em busca de uma alimentação saudável, o brasileiro de preferido beber bebidas nutritivas e naturais, passando a dispensar o refrigerante e bebidas carbonatas.

Porém, em2005, os refrigerantes apresentaram o maior número de lançamentos, ou seja, novos produtos lançados com novas embalagens, sabores e linhas de produtos. Em 2005, a categoria de Refrigerantes terminou oano com um crescimento de produção abaixo dos concorrente indiretos de bebidas não-alcoólicas.

A produção de refrigerantes foi superada por bebidas à base de soja e sucos prontos. As bebidasnaturais e à base de soja apresentaram, nos últimos tempos, um forte potencial de crescimento, maturidade no mercado e consolidação de mercado.

Em 2005, os produtos de consumo de massa registraram umcrescimento de 4,8 %, enquanto que a produção de bebidas não-alcoólicas teve um crescimento de 5,4 %.

No mesmo ano, a produção de bebidas alcoólicas manteve-se estável, com uma leve queda de...
tracking img