Resumo do artigo de loic wacquant

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

RESUMO DO TEXTO “PUTAS, ESCRAVOS E GARANHÔES” DE LOIC WACQUANT.

ALUNA: RENATA SANTOS

PROFESSORA: CHRISTINE JACQUET

São Cristovão

2012

O autor afirmaneste artigo que o boxe é uma atividade em que o corpo é radicalmente instrumentalizado, e que os lutadores são ingênuos, crédulos, equivocados ou mal-informados a respeito da verdadeira natureza desua ocupação, mostrando ainda que os boxeadores profissionais são extremamente conscientes quanto ao fato de terem entrado em um universo de exploração desenfreada.  Os lutadores concordam que essejogo está cheio de empresários corruptos e consideram que as lutas para eles são como mercadores de carne, no entanto os lutadores não têm  a consciência de que a exploração ao  seu próprio corpo éexpressa como prostituição e escravidão onde os empresários usam e abusam deles apenas por dinheiro e diversão própria.
              Loic Wacquant mostra neste que 88% dos boxeadores consideram seusserviços mal remunerados e apesar de serem explorados, eles raramente denunciam isso  por que são de classes sociais muito baixas, sem uma remuneração fixa e principalmente a falta de estudo, muitosbuscam essa profissão por que gostam e outros como uma rota de fuga, pois não querem ficar procurando serviços que não sejam fixos. O que o autor  nos mostra é que existe uma grande semelhança entre umboxeador e uma prostituta, pois do mesmo modo em que as mulheres se oferecem e são vendidas nas ruas por dinheiro, eles se vendem a varejo para os  empresários por um mínimo de remuneração, tendo quesuportar abusos físicos dentro de um ringue até quando não conseguem, e nem aguentam mais. Um fato muito crítico visto pelo autor e para com os boxeadores: é que eles são tratados, como verdadeirosanimais, que só servem para render grandes lucros aos seus interesses, e assim são tratados como “artistas”, machos, treinados não só como  gladiador e sim como um animal com fome ao ponto de só...
tracking img