Resumo de capitulos a teia da vida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 19 (4666 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 8 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACC - FACULDADE CONCÓRDIA


CURSO DE BACHARELADO EM AGRONOMIA



BERNARDO MARCUS SIMON














A TEIA DA VIDA
RESUMO













PROFESSOR: Neri Zanferari



CONCÓRDIA
2012
SUMARIO
1 Ecologia Profunda - Um Novo Paradigma 3
1.1 Crise de Percepção 3
1.2 A Mudança de Paradigma 3
1.3 Ecologia Profunda 3
1.4 Ecologia Social e Ecofeminismo 4
1.5 Novos valores 5
1.6 Ética 5
1.7Mudança da Física para as Ciências da Vida 6
2 Das Partes para o Todo 7
2.1 Substância e Forma 7
2.2 Mecanicismo Cartesiano 7
2.3 O Movimento Romântico 7
2.4 O Mecanicismo do Século XIX 8
2.5 Vitalismo 9
2.6 Biologia Organísmica 10
2.7 Pensamento Sistêmico 11
2.8 Física Quântica 11
2.9 Psicologia da Gestalt 11
2.10 Ecologia 12
3 Teorias Sistêmicas 14
3.1 Critérios do PensamentoSistêmico 14
3.2 Pensamento Processual 14
3.3 Tectologia 15
3.4 Teoria Geral dos Sistemas 15
4 A Lógica da Mente 17
4.1 Os Ciberneticistas 17
4.2 Realimentação 17
4.3 Teoria da Informação 17
4.4 A Cibernética do Cérebro 17
4.5 Impacto sobre a Sociedade 18

Ecologia Profunda - Um Novo Paradigma


1 Crise de Percepção

Quanto maisestudamos os principais problemas de nossa época, mais somos levados a perceber que eles não podem ser entendidos isoladamente. São problemas sistêmicos, o que significa que estão interligados e são interdependentes.
Esses problemas precisam ser vistos, exatamente, como diferentes facetas de uma única crise, que é, em grande medida, uma crise de percepção. Ela deriva do fato de que amaioria de nós, e em especial nossas grandes instituições sociais, concordam com os conceitos de uma visão de mundo obsoleta, uma percepção da realidade inadequada para lidarmos com nosso mundo superpovoado e globalmente interligado.
O reconhecimento de que é necessária uma profunda mudança de percepção e de pensamento para garantir a nossa sobrevivência ainda não atingiu a maioria doslíderes das nossas corporações, nem os administradores e os professores das nossas grandes universidades.

2 A Mudança de Paradigma

As dramáticas mudanças de pensamento que ocorreram na física no princípio deste século têm sido amplamente discutidas por físicos e filósofos durante mais de cinquenta anos.
Consequentemente, o que estamos vendo é uma mudança de paradigmas queestá ocorrendo não apenas no âmbito da ciência, mas também na arena social, em proporções ainda mais amplas. Para analisar essa transformação cultural, a definição de Kuhn de um paradigma científico até obter um paradigma social, que defino como, uma constelação de concepções, de valores, de percepções e de práticas compartilhados por uma comunidade, que dá forma a uma visão particular da realidade,a qual constitui a base da maneira como a comunidade se organiza.

3 Ecologia Profunda

Os dois termos, "holístico" e "ecológico", diferem ligeiramente em seus significados, e parece que "holístico" é um pouco menos apropriado para descrever o novo paradigma. Uma visão holística, digamos, de uma bicicleta significa ver a bicicleta como um todo funcional e compreender, em conformidadecom isso, as interdependências das suas partes. Uma visão ecológica da bicicleta inclui isso, mas acrescenta-lhe a percepção de como a bicicleta está encaixada no seu ambiente natural e social — de onde vêm as matérias-primas que entram nela, como foi fabricada, como seu uso afeta o meio ambiente natural e a comunidade pela qual ela é usada, e assim por diante. Essa distinção entre "holístico" e"ecológico" é ainda mais importante quando falamos sobre sistemas vivos, para os quais as conexões com o meio ambiente são muito mais vitais.
A ecologia rasa é antropocêntrica, ou centralizada no ser humano. Ela vê os seres humanos como situados acima ou fora da natureza, como a fonte de todos os valores, e atribui apenas um valor, instrumental, ou de "uso", à natureza. A ecologia...
tracking img