Resumo cap 5 ellen wood

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3822 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo 5

Do capitalismo agrário ao capitalismo industrial: esboço sucinto

Na Inglaterra, onde a riqueza ainda derivava predominantemente da produção agrícola, todos os grandes agentes econômicos do setor agrário - tanto os produtores diretos quanto os apropriadores de seus excedentes - ficaram, do século XVI em diante, cada vez mais dependentes do que correspondia a práticas capitalistas:a maximização
do valor de troca por meio da redução de custos e do aumento da produtividade, através da especialização, da acumulação e da inovação.

Essa forma de prover as necessidades materiais básicas da sociedade inglesa trouxe consigo toda uma nova dinâmica de crescimento auto-sustentado, um processo de acumulação e expansão muito diferente dos antiqüíssimos padrões cíclicos quedominavam a vida material em outras sociedades. Ela também foi acompanhada pelos processos capitalistas típicos de expropriação e criação de uma massa de não-proprietários. É nesse sentido que podemos falar de "capitalismo agrário" na Inglaterra do início da era moderna, uma forma social com "leis de movimento" características, que acabariam dando origem ao capitalismo em sua forma industrial madura. Nãoé o objetivo deste livro explorar toda a história do desenvolvimento capitalista, mas podemos pelo menos esboçar algumas das ligações entre o capitalismo em sua
forma agrária original e seu desenvolvimento industrial posterior.

O capitalismo agrário era realmente capitalista?

Devemos fazer uma pausa, neste ponto, para enfatizar dois aspectos importantes. Primeiro, não foram oscomerciantes nem os fabricantes que dirigiram o processo que impulsionou o desenvolvimento inicial do capitalismo. A transformação das relações sociais de propriedade enraizou-se firmemente no campo, e a transformação do comércio e da indústria ingleses foi mais resultado do que causa da transição da Inglaterra para o capitalismo. Os comerciantes podiam funcionar perfeitamente bem dentro de sistemas nãocapitalistas. Prosperaram, por exemplo, no contexto do feudalismo europeu, onde se beneficiaram não só da autonomia das cidades, mas também da fragmentação dos mercados e da oportunidade de realizar transações entre um mercado e outro.

Segundo, e talvez mais fundamental, o termo "capitalismo agrário" tem sido usado, até aqui, sem que o trabalho assalariado seja colocado em seu cerne, embora, porqualquer definição, o trabalho assalariado seja central no capitalismo. Isso requer uma certa explicação.

Convém dizer que muitos arrendatários empregavam o trabalho assalariado, tanto assim que a tríade identificada por Marx e outros - latifundiários que viviam da renda capitalista da terra, arrendatários capitalistas que viviam do lucro e trabalhadores que viviam do salário - tem sido vista pormuitos como a característica definidora das relações agrárias na Inglaterra. E assim foi, pelo menos nas partes do país - particularmente o leste e o sudeste - que mais se destacaram por sua produtividade agrícola. Na verdade, as novas pressões econômicas, as pressões competitivas que levaram os fazendeiros improdutivos à falência, foram um fator fundamental na polarização da população agrária emgrandes latifundiários e trabalhadores assalariados não-proprietários, promovendo a tríade agrária. E, é claro, as próprias pressões pelo aumento da produtividade se fizeram sentir na exploração mais intensa da mão-de-obra assalariada.

Assim, não seria absurdo definir o capitalismo agrário inglês em termos dessa tríade. Mas é importante ter em mente que as pressões competitivas, assim como asnovas "leis de movimento" que as acompanharam, dependiam, em primeiro lugar, não da existência de um proletariado de massa, mas da existência de arrendatários produtores dependentes do mercado. Os trabalhadores assalariados, especialmente os que dependiam inteiramente do salário para sobreviver, e não apenas como um suplemento sazonal (o tipo de trabalho assalariado sazonal e complementar que...
tracking img