Restaurante self-service

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2493 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
ADMINISTRAÇÃO

...















RESTAURANTE SELF-SERVICE
GOSTINHO BRASILEIRO SELF-SERVICE



















Bandeirantes
2011
....

















RESTAURANTE SELF-SERVICE
GOSTINHO BRASILEIRO SELF-SERVICE







Trabalho apresentado ao Curso deadministração da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para as disciplinas de Teorias da Administração II, Matemática, Introdução a Economia, Introdução a Contabilidade.


Orientador: Prof.












Bandeirantes
2011
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 OPORTUNIDADES DE EMPREGO PARA A COPA DO MUNDO DE 2014 4

3 TIPO DE EMPRESA ESCOLHIDA PARA OESTUDO DO CASO 6

4 RECURSOS DE ENTRADA 8

5 PROCESSOS 13

6 SAÍDA 14

7 PESSOAS 15

CONCLUSÃO 16

REFERÊNCIAS 17
INTRODUÇÃO

A realização desta atividade interdisciplinar nos ajuda a pensar como futuros empreendedores, tendo a noção desde já de como abrir uma empresa/negócio.
A empresa na qual escolhida, pensando no evento que o Brasil irá sediar que seráa Copa de 2014, causará uma grande movimentação, principalmente de turistas. Sendo assim um ponto de alimentação teria um ótimo consumo e bons lucros. Por isso a empresa escolhida foi o restaurante self-service.
Pois o turista não vem somente para acompanhar a Copa, mais também por lazer, conhecer novos lugares e saborear boas comidas brasileiras.OPORTUNIDADES DE EMPREGO PARA A COPA DO MUNDO DE 2014


A Copa do mundo é uns dos principais eventos esportivos que acontece no mundo todo, que acontece uma vez a cada quatro anos. Em 2014 será realizada a vigésima edição do evento e terá como país anfitrião o Brasil.
Estima-se que o custo de construção eremodelação dos estádios custará mais de R$1,9 bilhão. Além das construções e reformas de estádios, haverá ainda mais alguns milhões de gastos em infra-estrutura básica para deixar o PIS pronto para sediar o evento.
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) abriu uma linha de crédito de R$4,8 bilhões para os estádios da Copa do mundo. Cada cidade anfitriã serácapaz de financiar de R$400 milhões, ou 75% do projeto, com recursos do banco.
O governo federal lançou um programa para proteger as propostas para o trabalho na preparação da Copa de 2014 e para os jogos Olímpicos de 2016 contra a possibilidade de fraude ou corrupção. O plano, conhecido como “Jogando limpo”, inclui uma serie de orientações de conselhos para que as instituições dogoverno, e também as autoridades fiscais, como também os cidadãos comuns possam identificar e denunciar tentativas de fraudes nas propostas.
O Brasil terá 12 cidades que serão sedes da Copa,tais como; Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Natal (RN), Recife (PE) e Salvador (BA).Sendo assim todas as cidades sedes terão reformas ou construções em ruas, avenidas, praças, aeroportos, estádios, restaurante entre outros, gerando então grandes oportunidades de empregos.
O país vai precisar criar mais de 700 mil vagas de emprego, pois faltam profissionais em varias áreas. Quase 30 milhões serão gastos para preparar o Brasil para o mundial.Estima-se também, que o evento vai gerar 332 mil empregos permanentes e 381 mil temporários.
Para qualificar toda mão de obra, cursos de capacitação estão sendo oferecidos pelo governo do estado e até por empresas que precisam e trabalhadores. Contudo, sobram vagas nos cursos, não têm gente interessada e as vagas precisam ser preenchidas.
Em Belo Horizonte, no...
tracking img