Resenha o nome da rosa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (304 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha do filme:
O Nome da Rosa

Em 1327 William de Baskerville (Sena Cornnery), um monge franciscano, e Adso Von Melk (Christian Slater), um noviço que acompanhava, chegam a umremoto mosteiro no norte da Itália.
William de Baskerville pretende participar de um conclave para decidir se a igreja deve doar parte de suas riquezas, mas a atenção é desviada porvários assassinatos que acontecem no mosteiro.
Sendo que existe uma biblioteca proibida, contudo um livro que guarda um grande mistério responsável pelas mortes que vem atormentandoaquele mosteiro. O livro como deixa claro o filme é o segundo livro da Poética de Aristóteles que causa riso e uma nova forma de conhecer o mundo.
Esse livro por sua vez contém um venenoem suas páginas que seus leitores tendo o hábito de passar os dedos nas folhas durante a leitura e depois leva lá a boca, morria envenenado.
Todos os mortos tinham seus dedos e bocasroxas.
William também descobriu que havia naquele lugar a maior biblioteca da cristandade, dentro dela estavam livros sagrados e profanos que tratava de Filosofia, Teologia, Ciências ediversas áreas de saber.
Ao desvendar quem estava atrás das terríveis mortes um velho monge que tentava esconder seu segredo coloca acidentalmente fogo no misterioso livro, colocandoem risco a vidas dos franciscanos.
Podia-se como surge na Idade Média, um aspecto do feudalismo que era, os mosteiros no alto da colina e em baixo as casas representa uma classeinferior.
Homens e mulheres eram tratados como escravos, explorados pela falta de conhecimento sobre as verdades divinas e terrenas. No filme observamos a troca de comida pela satisfaçãodo prazer sexual. A heresia do Dolciano também marca no filme um lado político por parte do tribunal da Inquisição, esta acreditava na pobreza divina e material de Jesus Cristo.
tracking img