Resenha - a arte de argumentar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1727 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ABREU, A. S. A arte da argumentar: gerenciando razão e emoção. São Paulo: Ateliê Editorial, 2000.



Antônio Suárez Abreu é professor de lingüística formado em Letras Neolatinas pela PUC-Campinas, com curso pós lato sensu em Lisboa e mestrado e doutorado na Universidade de São Paulo (USP), tendo já ministrado na USP e Unesp. Como autor, escreveu obras de referência em sua área, destacando-seCurso de Redação (12ª edição lançada em 2004), Gramática Mínima (2ª edição lançada em 2006) e “A Arte de Argumentar” (2000).

“A Arte de Argumentar: gerenciando razão e emoção” é um verdadeiro guia para quem quer aprender a se comunicar. É notável com a leitura a percepção do interesse de Antônio Suárez Abreu em orientar o leitor sobre como equilibrar suas idéias e seu interesse de expô-las paracompor uma argumentação ética, coerente e eficaz. Por meio de exemplificações constantes e da busca por uma leitura leve, o autor nos leva a entender primeiramente o que fundamenta o processo de argumentar para então fazer-nos aptos a argumentar, para os mais diversos momentos da vida.

Abreu inicia despertando no leitor a compreensão da necessidade de argumentar. O domínio sobre a argumentaçãofavorece, explica, o desenvolvimento pessoal e o profissional, visto que vivemos num mundo de relacionamentos, onde se faz fundamental saber conversar, “saber integrar-se ao universo do outro” (p. 10). O autor considera que o contato com as outras pessoas é constituído de duas bases: o gerenciamento de informação e o de relação.

Gerenciar informação é um processo que diz respeito tanto a sabervalorizar as informações que as pessoas transformarão em conhecimento quanto a saber em que fontes buscar essas informações. O gerenciamento de relação, por sua vez, é um processo onde não há troca de informações entre os locutores – o que importa é o tratamento dado ao outro. Num mundo em que o setor de serviços cresce exponencialmente – tendo como consequência o aumento do relacionamento entreas pessoas, é imensurável o valor de saber tratar o outro, para adquirir sua confiança e atenção.

Em seguida, Abreu faz uma distinção necessária para que se compreenda o conceito de argumentar, ao explicar a formação da argumentação na soma de convencer e persuadir. Fundamenta essa explicação definindo o ato de convencer como ligado ao gerenciamento de informação, a uma construção no campo dasidéias, enquanto o ato de persuadir está ligado no gerenciamento de relação, situando-se no mundo das emoções. Assim explica: “Quando convencemos alguém, esse alguém passa a pensar como nós. (...) Quando persuadimos alguém, esse alguém realiza algo que desejamos que ele realize.” (p. 25). O autor deixa clara, então, a idéia de que para argumentar deve-se unir o convencimento e a persuasão.Antes de se iniciar em outros conceitos específicos para didatizar a arte de argumentar, Abreu dedica um capítulo para pensar sobre convencer e persuadir dentro da História, partindo da retórica. Explica, nesse capítulo, que a retórica é a arte de convencer e persuadir e que haviam sábios que se voltavam a ensinar essa arte – os sofistas. O que os sofistas ensinavam era, principalmente, a compreensãoda existência de variáveis, trabalhando com o que o autor chama de “teoria dos pontos de vista”.

No capítulo seguinte, Abreu retoma o estudo específico da argumentação, apresentando quatro condições para a argumentação. A primeira condição que considera é a definição de uma tese a o esclarecimento de para qual problema a tese criada é útil, ou seja, qual problema resolve. Enfatiza nesse aspectoa importância de saber as perguntas que estão na origem das idéias de uma tese. A segunda condição é alcançar uma “linguagem comum” ao auditório, o que significa buscar ter a compreensão das condições intelectuais e sociais dos ouvintes. A terceira condição diz respeito ao gerenciamento de relação: é ter um contato positivo com o outro. Isso inclui questões como a capacidade de saber ouvir o...
tracking img