Resenha a arte da guerra sun tzu

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1326 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Arte da Guerra

Trata-se de uma obra escrita há 25 séculos que aborda diversos pontos de estratégia militar. Mas da forma como foi escrita - através de curtos, porém sábios parágrafos, a obra se apresenta como um guia para muitas situações. Suas sábias lições podem ser aplicadas em diversos aspectos de nossa vida, ainda mais no mundo competitivo em que vivemos. Os próprios comentários sobre aobra acentuam este ponto: empresários vêm utilizando o texto de Sun Tzu "como uma metáfora, no campo de batalha que se transformou a concorrência entre as empresas, e no dia a dia de seus funcionários".

A obra é de uma leitura fácil e rápida. Por isso mesmo deve ser lida mais de uma vez. "Os Treze Capítulos" que compõem a obra são de uma simplicidade esquecida por cientistas contemporâneos quequando utilizam seus jargões esquecem-se dos leitores mais leigos e, por isso não conseguem atingi-los. Isso fica claro quando Sun Tzu explica que as combinações que se pode fazer com diferentes formas de ataque são inúmeras. Ele as compara a elementos do cotidiano:

"As notas musicais são cinco apenas, mas as melodias que com elas se podem compor são tantas que nunca as poderemos escutartodas. As cores primárias são cinco apenas, mas as suas combinações são tantas que não se podem visualizar todas".

E aquelas famosas frases de sabedoria que são pronunciadas em qualquer filme por aí retornam ao seu contexto original: "Conhece o teu inimigo e conhece-te a ti mesmo, e nunca porás a vitória em dúvida. Conhece o terreno, conhece o tempo, e a tua vitória será total".

Como toda obraescrita há muito, muito tempo, é comum existir dúvidas quanto a verdadeira autoria de um documento. Ou até a mesmo a existência desta pessoa. Em A Arte da Guerra, isso se faz presente quando notamos que todos os capítulos iniciam-se com a frase "Mestre Sun Tzu disse:". A obra então teria sido escrita por um discípulo de Sun Tzu? Esse tipo de dúvida apenas alimenta nossa ânsia de ler um clássicocomo esse. Mas se, de fato, esse homem existiu, sem dúvida, era um grande estrategista.

Essa edição que li da Martin Claret é bacana pela introdução de textos complementares e apêndices que nos introduzem no contexto em que a obra foi escrita e nos dão acesso ao que comentaristas de outras épocas acharam da obra. Há vários comentários que, de tão pertinentes, foram até mesmo inseridos na obra ehoje fazem parte dela.

Na introdução, sabemos que o autor James Clavell, impressionado com a obra, a situa apenas no mesmo patamar de outros dois tomos sobre os caminhos para se alcançar a vitória em diferentes formas de conflito: O Príncipe, de Maquiavel, e O Livro dos Cinco Círculos, de Miyamoto Musashi. E com razão. Assim como diversos outros escritores fazem o mesmo durante a leitura ereconhecem este livro como um clássico indiscutível. Acho que todo ser humano deveria ler uma obra dessas. O que me espanta é não tê-la lido antes.

O livro “A Arte da Guerra – de Sun Tzu pode ser descrito não somente como uma máxima em estratégias de combate, mas também como especialista e orientadora em qualquer campo em que a vitória a ser conquistada se deve por meio do confronto com outros. Ecomo nós sabemos, enfrentamos muitas competições em nosso dia-a-dia, tanto em nossos círculos profissionais como sociais.
Sun Tzu foi um grande general chinês do século IV a.C. e deixou como legado à humanidade o livro “A Arte da Guerra”, um verdadeiro tratado sobre as diversas formas de se obter êxito em empreendimentos arriscados, ou em decisões profissionais.
Destaca-se também a importância deações furtivas, rápidas e dissimuladas (fingir fraqueza quando forte, por exemplo).
Segundo o próprio autor a melhor coisa a se fazer antes de partir para a guerra é atacar a estratégia inimiga, romper suas alianças e por fim atacar o seu exército, evitando atacar as cidades.
“A Arte da Guerra” ensina como vencer o inimigo sem um confronto que leve à morte de grandes contingentes de tropas:...
tracking img