Resenha a arte da guerra de sun tzu

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1640 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
União do Ensino Superior de Nova Mutum – UNINOVA Curso de Administração

RESENHA

Acadêmico: Bruna Tommasini Ano: 4º Ano “A” Professora: Karen Xavier Scarpin Linhares

data: __/__/__

TZU, Sun. A arte da guerra: os treze capítulos originais. Adaptação e tradução de André da Silva Bueno. São Paulo: Jardim dos Livros, 2010.

O autor do livro, Sun Tzu, foi um general chinês. Não se sabe aocerto quando Sun Tzu viveu, mas acredita-se que ele tenha vivido no século IV AC e que no comando do exército real de Wu acumulou inúmeras vitórias, derrotando exércitos inimigos e capturando seus comandantes. Foi um profundo conhecedor das manobras militares e o livro assunto desta resenha, A Arte da Guerra, é de sua autoria e traz ensinamentos sobre estratégias de combate e táticas de guerra.Acredita-se que o livro de Sun Tzu, a Arte da Guerra, tenha sido escrito na época dos Estados Combatentes (aproximadamente 481-221 a.C.), quando os reinos mais poderosos da China Antiga – Qi, Qin, Chu, Zhao, Han, Yen e Wei – impeliram uma luta atrás do poder absoluto, que resultou na unificação da China e início da dinastia Qin. Neste período o perfil da guerra estava sofrendo mudanças e o tratadode Sunzi imprimia este novo perfil da guerra sendo a estratégia o meio pelo qual se conquista o poder. A obra, traduzida e adaptada por André da Silva Bueno, foi escrita em sua maioria em tom imperativo, pois segundo o tradutor, o livro trata-se de um método a ser seguido à risca resultado de profunda observação sobre as operações de combate. Para Sun Tzu a guerra deve ser corretamente analisada eavaliada, pois envolve vidas, um risco que só deve ser assumido se o Estado realmente estiver ameaçado. Deve-se avaliar o caminho, o tempo, o terreno, a liderança e as regras, tanto as próprias como as do inimigo e compará-las. O autor também diz que a Lei

da Guerra é baseada no engano, usando iscas para atrair o inimigo, confundindo-o e atacando-o na hora certa. O segundo capítulo inicia coma frase “O general que compreende a Guerra é o ministro do povo e protetor da nação”, o autor diz que a compreensão da guerra e de todos os recursos, tanto humanos quanto financeiros, nela envolvidos torna um general protetor de seu povo, pois este entende que uma guerra prolongada não é boa, nem ao Estado e nem ao seu povo. A guerra que é prolongada consome recursos em demasia, não sendobenéfica para nenhum dos lados envolvidos. A Lei da Estratégia de Ataque, de Sun Tzu, fala sobre a arte de saber a hora certa de atacar e de recuar, o que pode garantir quem será o vencedor. O autor diz que a grande habilidade é vencer batalhas, sem lutar, e para isso deve-se conhecer tanto a si mesmo quanto ao inimigo, pois assim é possível desarticular o inimigo e se preparar melhor. A arte da guerrapassa também pela Preparação, o autor diz que para se vencer, deve-se mensurar, avaliar, calcular e comparar. Tudo isso faz com que o líder seja capaz de se preparar para o combate e já entrar nele vitorioso. Outro ponto abordado é a Propensão, aqui o autor fala sobre a importância organização e comunicação, onde esta é determinante para a vitória. Fala também sobre explorar as vantagens tanto suascomo as do inimigo, a habilidade de percebê-las e usá-las a seu favor. Outro ponto abordado é a habilidade do líder em explorar o potencial de seus homens para atingir a vitória. O capítulo seis fala sobre pontos fortes e fracos, o general deve buscar conhecê-los de forma a descobrir as possibilidades de sucesso do inimigo e avaliar onde as forças são abundantes e onde estão os pontos vulneráveisdo inimigo. Descubra a arte de manobrar os pontos fracos e fortes. Estas são as ideias principais dos seis primeiros capítulos: avaliar a situação, conhecer a si mesmo e a seu inimigo, compreender o que é a guerra, saber a hora certa de se fazer ou deixar de fazer algo, se preparar, como usar a energia e conhecimento dos pontos fracos e fortes. O sétimo capítulo do livro fala sobre a Lei das...
tracking img