Resenha vigiar e punir - antropologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (910 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Centralidade de Vigiar e Punir, história da violência nas prisões, é um livro do filósofo francês Michel Foucault publicado originalmente em 1975 e tem como uma obra que alterou o modo de pensar efazer político social no mundo. Essa obra é dedicada à análise da vigilância e da punição, que se encontra em várias entidades estatais como hospitais, prisões e escolas.
No livro é relatadoo período histórico que marca a transição entre a utilização dos suplícios como medida efetiva de política criminal e a aplicação de sanções mais brandas, características presente nos sistemas penaisdo mundo ocidental e relata também as relações entre os modos de exercício do poder, a constituição de saberes e o estabelecimento da verdade a partir do estudo da evolução das penas, tendo como marcainicial a análise do sistema penal correcional.
A obra é formada por quatro partes, intituladas “Suplício, Punição, Disciplina e Prisão”. Primeira Parte: Suplício, dividida em dois capítulos(O corpo dos condenados e A ostentação dos suplícios); Segunda Parte: Punição, dividida em dois capítulos (A punição generalizada e A mitigação das penas); Terceira Parte: Disciplina, dividida emtrês capítulos (Os corpos dóceis, Os recursos para um bom adestramento e O panoptismo); Quarta Parte: Prisão, dividida em três capítulos (Instituições completas e austeras, Ilegalidade e delinquência e Ocarcerário).
Em Vigiar e Punir, é demonstrado por que a Justiça deixou de aplicar torturas mortais e passou a buscar a “correção” dos criminosos, a sua resocialização. O livro traz acompreensão de que o poder não é só uma força exercida verticalmente, de cima para baixo, mas atravessa e constitui cada espaço das relações no interior das sociedades, ou seja, a punição dos criminosos setransforma em grande parte, porque o jeito de exercer o poder também mudou. Nos séculos em que a execução pública é precedida por suplícios, o destino dado aos criminosos era a manifestação física da...
tracking img