Resenha sobre "questao social"

Universidade Federal do Para

Campus de Marajó/Breves

Faculdade de serviço social









Disciplina: Fundamento histórico teórico metodológico do serviço social



Docente: Christiane Pimentel



Discente: Ediana soares















Breves/Marajó/para

23/11/2011Universidade Federal do Para

Campus de Marajó/Breves

Faculdade de serviço social













[pic]













Breves/Marajó/para

23/11/2011








CINCO NOTAS A PROPOSITO DA “QUESTAO SOCIAL”. (IN: REVISTA TEMPORALIS. BRASILIA: ABEPSS, GRAFLINE, ANO, 2, N.3, JAN/JUL.2001) DO ASS.SOCIAL: JOSE PAULO NETTO, TRAZ UM NOVO ENTENDIMENTO SOBRE A “QUESTAO SOCIAL”.


AS METAMORFOSES DA “QUESTAO SOCIAL”: UMA CRONICA DO SALARIO. “(“ TRADUÇAO DE IRACI D. POLETI. 8ED(. PETROPOLIS: “VOZES, 2009”.) DE ROBERT CASTEL, QUE NOS TRAS A VISAO DE UMA NOVA " QUESTAO SOCIAL”.


CINCO NOTAS A PROPOSITO DA “QUESTAO SOCIAL E UM TEXTO ELABORADO PELO ASSISTENTE SOCIAL JOSE PAULO NETO, FOI PULBLICADO NAREVISTA TEMPORALIS EM 2001, ELE TRAS UM CONJUNTO DE IDEIAS SOBE A “QUESTAO SOCIAL”“. COMO ELA SURGE, QUAL SUA IMPORTANCIA PARA OS ASSISTENTES SOCIAIS, E PORQUE DIFERENTEMENTE DE ROBERT CASTEL ELE NOS AFIRMA QUE NÃO EXISTE UMA NOVA ”QUESTAO SOCIAL”.


PARA NETTO, A EXPRESSAO NADA, MAS E DO QUE A FACE MAIS OBSCURA DO CAPITAL, SEGUNDO ELE, A EXPRESSAO SURGE NA EUROPA OCIDENTAL PARA DAR CONTA DO FENOMENODO PAUPERISMO, ELA COMECA A SER USADA APARTI DA TERCEIRA DECADA DO SECULO XIX E FOI ULTILIZADA POR VARIOS CRITICOS E FILANTROPOS DA EPOCA.


ESSA DESIGUALDADE SOCIAL QUE JÁ EXISTIA ANTES DO CAPITALISMO, NÃO ERA TAO NOTORIA, POIS ANTES A DESIGUALDADE OCORRIA PORQUE OS MEIOS DE PRODUCAO ERAM MUITO PRECARIOS E SE TINHA DESDE O BERÇO SEU PAPEL DEFINIDO NA SOCIEDADE DE TAL FORMA QUE SUA MOBILIDADEPARECIA SER IMPOSSIVEL.


NO CAPITALISMO ESTA DESIGUALDADE E NOTORIA, POIS, A PRODUÇAO DE BENS DE CONSUMO E MUITO GRANDE DE FORMA QUE, SE ANTES ERA DIFICIL DE SER TER ALGO POR QUE TINHA-SE UMPAPEL DETERMINADO DENTRO DA DIVISAO HISTORICO SOCIAL DO TRABALHO, HOJE NÃO SE TEM POR QUE OS MEIOS DE DIVISAO DESSES BENS FAVORECEM APENAS OS BURGUESES DONOS DO MEIO DE PRODUÇAO, E DEIXAM O TRABALHADOR A MERCEDAS DESIGUALDADES SOCIAIS.


NETTO, NOS FALA SOBRE A INEXISTENCIA DE UMA NOVA “QUESTAO SOCIAL”, POIS PARA ELE ESSA EXPRESSAO E REFERENTE AO CAPITALISMO E SUA SUPERAÇAO SO OCORRERA QUANDO SE ELIMINAR OS MEIOS DE PRODUÇAO CAPITALISTA VOLTADO PARA A ESPLORACAO DA CLASSE TRABALHADORA,


A “QUESTAO SOCIAL” E UMA FORMA DE DESIGUINAR O FENOMENO DO PAUPERISMO, E PARA DIFERENCIALA DOS PENSAMENTOSCONSERVADORES, NETTO USA A ESPRESSAO ENTRE ASPAS, POIS PARA ELE ELA NÃO DEVE SER TOMADA COMO FORMA DE OBJETO MORALIZANTE DA CLASSE TRABALHADORA, POIS PARA MUITOS SE DEVEM COMBATER AS MANIFESTAÇOES REFERENTES À EXPRESSAO SEM QUE SEJA NESCESSARIO HAVER UMA EVERSAO OU SUPERACAO DA ATUAL SOCIEDADE.


AS MAIS DIVERSAS FORMAS DE MANISFESTACOES DA EXPRESAO, COMO: A GRANDE DESIGUALDADE, A FOME, A MISERIA, DOENCAS,ETC. SÃO VISTOS COMO FORMAS INSUPERAVEIS DE TODA E QUALQUER ORDEM SOCIAL, E QUE NO MAXIMO PODE-SE TENTAR AMENIZALAS COM UMA PEQUENA INTERVENCAO POLITICA LIMITADA E AINDA AFIRMA-SE QUE TUDO OCORRE POR VONTADE DIVINA, QUE NÃO SE DEVE QUESTIONA R A VONTADE DE DEUS, POIS E ELE QUEM ESCOLHE SE VOCE VAI SER DONO DO ESCRAVO, OU O PROPRIO ESCRAVO.


QUANTO MAIS O CAPITALISMO SE DESENVOLVE, MAS ELE CRIAMEIOS DE REPRODUCAO DAS MANIFESTACOES DA “QUESTAO SOCIAL”, POR ISSO EM CADA ESTAGIO CAPITALISTA A FORMAS DIFERENTE DESTAS MANIFESTACOES.


COMO A EXPRESSAO ESTA DIRETAMENTE LIGADA A SOCIEDADE ATUAL, SUA SUPERACAO SO SERA POSSIVEL COM A ELIMINACAO TOTAL DESTA SOCIEDADE.


EM SUA PESPECTIVA TEORICO ANALITICA A “QUESTAO SOCIAL NÃO TEM NADA A VER COM OS PROBLEMAS SOCIAIS QUE O CAPITALISMO HERDOU, OU...
tracking img