Resenha nevermind

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (402 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Nevermind foi lançado em 1991 e mal imaginariam Kurt Cobain e o Nirvana o que tudo aquilo iria se tornar ou gerar. Desbancando Michael Jackson do topo da parada de álbuns da Billboard Americana emudando para sempre o rumo da história da indústria musical, o Nirvana marcou a história cultural, agregando valores que o movimento Punk há anos já havia tentado sem sucesso. O efeito que o Nevermindprovocaria dali em diante eternizaria para sempre o movimento grunge e sua banda repercussora.
O que nós chamamos hoje como bandas alternativas ou alternative só foi possível graças aos caminhos queeste álbum abriu e liderou, numa época em que o metal reinava no mundo do rock, o grunge conseguiu sobressair e mostrar sua força total na mídia, abrindo possibilidades para inúmeras bandas e atémesmo estilos a partir dali.
Quando lançado, o Nevermind possuía um som diferente de tudo que já havia saído até ali: Tendo influencias do punk e metal, suas músicas eram de acordes fáceis e poderososcom uma distorção tipicamente bruta e suja, suas letras eram geniais, profundas, acessíveis e particulares, o que geravam inúmeras interpretações do publico.
O destaque do álbum, não perdendo emqualidade e genuinidade para as demais faixas, vai com certeza para o hit “Smells Like Teen Spirit”. Sendo a música mais tocada e marcante da década de 90 “Smells Like Teen Spirit” começa com um riff limpoe agradável que logo se transforma inesquecivelmente no riff sujo, agressivo e não tão menos agradável (graças ao timbre guitarrístico típico de Kurt Cobain) que se tornaria o hino de toda umageração. Em seguida viria a faixa “In Bloom”, sarcástica, traria de volta toda a sonoridade dos anos 70. Já “Breed” era uma total viagem ao mundo punk, com uma suja distorção e acordes rápidos. Triunfalmenteem seguida viria “Lithium”, uma canção poderosa sendo quase mágica narrando em primeira pessoa sobre um colapso nervoso, um cara deprimido e isolado ou até mesmo de uma descrição marxista de...
tracking img