Resenha milton santos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1216 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CREDENCIAIS DO AUTOR
Milton Santos nasceu no dia 3 de maio de 1926 em Brotas de Macaúbas, Bahia, neto de escravos, filho de professores, foi alfabetizado em casa pelos próprios pais. Formado em Direito, não deixou de se interessar pela Geografia, trabalhou em Salvador como jornalista. Foi estudar na França e em 1958, voltou Doutor em Geografia. Escreveu mais de 40 livros e recebeu o título deHonóris Causa em 20 universidades, e recebeu o prêmio mais importante no mundo da geografia. Em função de suas atividades políticas juntas à esquerda, Milton Santos foi preso e exilado pelo Golpe de 64. Morreu dia 24 de junho de 2001, em São Paulo.
RESUMO
A primeira globalização se caracterizou pela ocupação territorial e a segunda globalização começa no final do século XX com a fragmentação dosterritórios.
O humanismo como motor do desenvolvimento do progresso é substituído pelo modelo de consumo voraz.
“O consumo hoje é o grande fundamentalismo” (SANTOS, 1997, Baurú).
Com a globalização, o mundo se tornou todo capitalista, então obrigatoriamente a contradição se instala.
O Mundo do Norte e o Mundo do Sul
Uma forma de analisar o desenvolvimento do mundo é observar a quantidade deluz que os países emitem a noite, sendo assim, a renda dos 500 indivíduos mais ricos do mundo é superior aos 416.000.000 mais pobres.
O Mundo como é apresentado:
O mundo se apresenta baseado na cultura de massa e manipulado pelos meios de comunicação, no qual selecionam o que querem divulgar, julgando os fatos como relevantes ou não. Agem como um Efeito Vitrine, só se mostra o que éinteressante mostrar.
Temos um exemplo no vídeo, que hoje 06 empresas controlam 90% do mercado da mídia mundial.
O Mundo como tal ele é (Globalização como fábula)
Conforme Milton Santos, nunca na história da Humanidade houve condições técnicas e científicas tão adequadas a construir um mundo da dignidade humana. Apenas, essas condições foram expropriadas por um punhado de empresas que decidiram construirum mundo perverso. Cabe a nós fazer dessas condições materiais a condição material da produção de uma outra política.
Em 2000, Bolívia, o governo queria a privatização da água. Muitos bolivianos haviam pensado que a globalização havia tirado deles a capacidade de se reunir e reivindicar, mas não, toda a opressão popular queria a desprivatização da água.
No mesmo ano, 70 bolivianos (índios emestiços) morreram na luta contra o controle de gás petróleo. Estes queriam a nacionalização e a industrialização dos seus hidrocarbonetos.
A privatização acabou com a cidade, empreendimentos foram fechados e pessoas ficaram desempregadas.
Já no Brasil, Rio de Janeiro 1997, privatização do Vale do Rio Doce. Isso gerou uma fábrica de perversidade, pois teve um aumento no desemprego, diminuiçãodo salário mínimo e os trabalhadores trabalhavam mais com menos direitos.
Milton Santos dizia que as pessoas falam que o desemprego é algo normal e que é uma condição para a globalização, ou seja, se não existir o desemprego, não existi a globalização e hoje a pobreza é tratada como naturalidade.

A Humanidade se divide em dois grupos:
- O grupo dos que não comem
- O grupo dos que não dormemcom receio da revolta dos que não comem
Na sua entrevista, Milton Santos dizia que nós produzimos mais do que podemos comer, então se existi fome é porque existi problemas na forma de organizar a sociedade e de distribuição dos alimentos.
Hoje mais de 1 bilhão e meio de pessoas não possuem acesso à água e 3 bilhões não possuem água tratada, isso resulta em mortes. Sendo assim, infelizmentepodemos concluir que mesmo com esse mundo globalizado, existem pessoas que morrem de fome e sem água.
Para finalizar este tópico, Milton Santos discorda com a expressão Aldeia Global, que dá a ideia de que a globalização possibilita o acesso a bens e serviços a toda a humanidade, que somos todos irmãos e filhos da grande nação planeta; dizendo que isso é uma falácia, que não existe essa expressão...
tracking img