Resenha herbert aptheker

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1153 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha do texto Uma Nova História dos Estados Unidos: a Revolução Americana - Herbert Aptheker.

Objetivos do autor
Análise sobre as condições que levaram à independência das colônias norte americanas. Aptheker reflete sobre a hegemonia comercial britânica, a tensão e choque com as colônias americanas. O autor argumenta o período de transição do capitalismo mercantil ao industrial e oque as novas concepções econômicas trouxeram à esfera política.


Idéias essenciais do texto

A ascensão da Grã-Bretanha a partir da segunda metade do século XVIII tornou-se evidente. Após as crises internas do século XVII e o desgaste decorrente de outros conflitos – como a vitória sobre a França, em 1763 - a Inglaterra revisa sua política colonial. Em vez da agricultura, o paísreorganizou sua consolidação econômica na produção de bens manufaturados, industriais e no comércio.
O antigo sistema colonial mercantilista estava em declínio enquanto a estrutura política também sofria alterações significativas. Novos conceitos ideológicos espalharam-se pelo parlamento inglês. Whigs defendem ideais liberais e o estímulo do comércio; Tories representam a nobreza e os interessesdo rei. Um jogo de forças é estabelecido: cada um procurando sua hegemonia.
O contexto econômico mundial apresenta-se cada vez mais subordinado à Inglaterra. Coroa e parlamento iniciaram uma série de medidas (acts) que intensificariam a presença, o controle e a exploração às treze colônias das Índias Ocidentais, que já apresentavam boa organização política, razoável desenvolvimentoeconômico interno e uma população com características políticas voltadas ao nacionalismo. Atingidos pelos acts britânicos, os colonos americanos iniciaram sua mobilização e resistência: comerciantes, fazendeiros, mercadores e trabalhadores entraram em choque contra as sanções econômicas (monopólio de bens manufaturados, taxação dos impostos, controle do crédito e das finanças, endividamento com ocapitalistas ingleses) e políticos (militarização, centralização, controle do avanço democrático).
Os plantadores americanos do sul encontravam-se dependentes do capital inglês. Suas dívidas tornaram-se hereditárias, através da cobrança abusiva de juros. Além disso, o antigo sistema de plantation exauria o solo – principalmente na produção de tabaco e forçava o agricultor a procurar novas áreas,onde era obrigado a pagar altas taxas pelas alterações. No entanto, os britânicos haviam delimitado a expansão para o oeste, restando aos americanos apenas as áreas degradadas. A cobrança e o controle inglês interferia em todas as transações comerciais: importação, transporte, seguro, especulação de terras, etc. Desta forma, dominaram todo o mercado agrícola colonial.
Nas décadaspré-revolucionárias, o saldo comercial desfavorável americano deu-se ao excesso de importação dos produtos ingleses. Com isso, os britânicos lucraram e interferiram nos colonos americanos. Ao mesmo tempo, a revolução industrial inglesa exigiu mais divisas das colônias americanas, que passaram de fornecedor de matéria-prima para consumidoras: cresce o lucro inglês, mas também a insatisfação americana com asubordinação e domínio da metrópole.
As sucessivas restrições sobre o desenvolvimento econômico colonial americano aumentou a arrecadação inglesa através de uma série de leis a partir de 1764: a Lei do Açúcar, atualizou os direitos sobre o melaço e o açúcar refinado, aplicou novas taxações sobre produtos não britânicos e a proibiu a importação de rum estrangeiro e vinho francês, assim como aproibição das colônias comerciarem com a França e as Índias Ocidentais Holandesas; no mesmo ano, a Lei da Moeda impediu a emissão de papel moeda e exigiu que os pagamentos fossem feitos em prata; a Lei do Selo (1765) aplicou novo sistema tributário às colônias - regulando as taxas sobre publicações, contratos, jornais, etc - e controlando a liberdade de imprensa. Enquanto isso, tropas inglesas...
tracking img