Resenha do filme filadelfia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (320 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIPLAN
CENTRO UNIVERSITÁRIO PLANALTO DO DISTRITO FEDERAL
CURSO DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
DISCIPLINA: Ética e Legislação

Haroldo Pereira da Rocha

Ética e Legislação: Resenha do filmeFiladélfia

Brasília/DF
2012
Resenha do filme Filadélfia
Andrew Beckett um jovem e promissor advogado, recebe um corte em sua carreira quando é demitido da prestigiada empresa de advocacia paraa qual trabalha. A alegação é que seu trabalho não é satisfatório. Andrew sabe que a verdadeira razão é o fato dele ter Sido determinado a defender sua dignidade e reputação profissional, Andrewcontrata o advogado Joe Miller para processar seus antigos patrões por sua demissão injusta. Inicialmente Joe está relutante em aceitar o caso. Apesar de ter crescido conhecendo as dores do preconceito,ele nunca antes tinha encarado seus próprios preconceitos contra a homossexualidade e a AIDS até agora. Estes dois homens iniciam uma luta histórica e emocionante contra a intolerância e a ignorânciada sociedade. Um homem está lutando por sua reputação, sua vida e por justiça. O outro está lutando para enfrentar seus medos e preconceitos bem como os da sociedade. E ambos estão lutando por algo comuma importância única. Também estrelando Jason Robards, Joanne Woodward, Mary Steenburgen, Antonio Bandeiras e dirigido por Jonathan Dendê.
Do advogado que pegou a causa, quando todos os outros odescriminava, luta pela intolerância e ignorância da sociedade e defesa da dignidade. Este filme retrata como  nossa sociedade é tão discriminatória. Mesmo muitos que poderão ter visto o filme, setivessem mesmo uma pessoa portadora de AIDS ao seu lado descriminariam, de uma maneira ou de outra. A sociedade portuguesa deve ser das mais conservadoras e discriminatórias da União Europeia, desde aAIDS, á homossexualidade, á deficiência mental, muitos são os tipos de descriminação que estas pessoas sofrem e temos que ser nós, que temos a função e até obrigação de abrir esta mentalidade retrógada...
tracking img