Resenha de capitalismo tardio e sociabilidade moderna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1179 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Nome: Ana Victoria Pelliccione. 2HA.

Capitalismo tardio e sociabilidade moderna.

O que se tornou o capitalismo brasileiro? É em torno dessa questão que o texto se desenvolve. O autor descreve as bases e o desencadeamento do sistema capitalista no Brasil, partido do otimismo da década de 1930, período em que o progresso industrial inicia-se, alimentandoum nacionalismo, até culminar na desilusão da década de 1980 e 90, momento em que a crise, sintetizada na chamada “Década Perdida”, descaracteriza qualquer sentimento de nação (há a estagnação econômica, superinflação, desemprego, violência, escalada de drogas, etc.).
Entre 1945 e 1979, a industrialização brasileira se solidifica realmente. Dá-se, então, a instalação de setores tecnologicamentemais avançados, e a intensificação das migrações internas, resultando na enorme aceleração do processo de urbanização. Ocorre a modernização dos setores industriais mais tradicionais (alimentos, têxteis, calçados, móveis) e formam-se os setores industriais mais complexos (aço, petróleo, alumínio, químicos e farmacêuticos). Além disso, enfatiza-se como nessa fase emergem mudanças significativas noprocesso de comercialização dos produtos, com o surgimento dos supermercados, shopping centers, cadeias de lojas de eletrodomésticos, revendedora de automóveis e lojas de departamento.

O objetivo é demonstrar como as relações entre a alteração na oferta de produtos e na circulação de mercadorias implicaram novos hábitos, (alimentares, de higiene, de vestuário...). Novos padrões são criados,afetando a maneira de ser da sociedade como um todo. Surgem, por exemplo, roupas mais masculinas para as mulheres, refletindo e, ao mesmo tempo fomentando uma mudança no comportamento das mesmas (Calça jeans e o biquíni, por exemplo). A evolução do ramo farmacêutico implica melhores condições de saúde para os brasileiros; consegue-se combater duas doenças antes tidas como terríveis: a tuberculose ea sífilis. Ou seja, assim como cita o autor, “todas essas variações do consumo apontavam para os movimentos da sociedade”.

A industrialização acelerada desencadeia, como já pontuado anteriormente, uma urbanização desenfreada. O campo, porém, ainda era muito subdesenvolvido, sobretudo se comparado aos centros urbanos. Os pequenos proprietários, assim como os posseiros, parceiros e as outrascamadas que compunham a parcela mais pobre do campo representavam 87% da população rural brasileira. Estes não conseguiam competir com os grandes latifundiários, tornando a questão rural um problema de dimensões drásticas, principalmente a partir da década de 1960, com a mecanização do campo. Tudo isso culminou nas migrações para as cidades. Dessa forma, a estrutura rígida do campo cede lugar àestrutura competitiva da cidade; a extrema pobreza e a miséria são superadas pela esperança e pelo desejo da migração; e a educação pelo trabalho é trocada pela educação escolar.

Para João Manuel, o capitalismo cria uma ilusão de que existem oportunidades econômicas iguais, sobressaindo aqueles com maior mérito. Contudo, não é bem assim, nem todos partem do mesmo patamar. Assim, a maneira como omodelo capitalista foi empregado no Brasil só fez agravar ainda mais as desigualdades pré-existentes; basta comparar os três tipos sociais protagonistas desse processo de industrialização acelerada: o imigrante estrangeiro, o negro urbano e o migrante rural. Nessa corrida, os primeiros saíram muito na frente, se comparados aos outros dois grupos. Afinal, já tinham um contato prévio com o modeloindustrial e a vida urbana. Já os negros, não foram incorporados à sociedade de forma devida após a escravidão. E, ainda que tenha ocorrido um progresso na realidade destes, o início desigual deixou fortes consequências, fazendo com que esse grupo permanecesse confinado ao trabalho subalterno, rotineiro e mecânico. Quanto aos migrantes rurais, ainda que sua situação tenha melhorado, a pobreza do...
tracking img