Resenha critica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2780 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
(IM)POSSIBILIDADE DE CONEXÃO ENTRE PSICANÁLISE E EDUCAÇÃO
Mara Rubia Rodrigues Martins
Pensar sobre uma conexão entre psicanálise e educação, provoca uma tempestade de idéias e uma reflexão sobre tal possibilidade.
Os dois campos são diferentes a começar pelos objetos de interesse e pelos sujeitos que demandam esses saberes.
O objeto da psicanálise é o inconsciente e o funcionamento doaparelho psíquico, e o da educação é o conhecimento. O psicanalista é o analista e o professor, o educador. Para a educação o foco central dos problemas de aprendizagem quase sempre é o aluno.
Se o professor desejar “beber na fonte” da psicanálise como sugere Kupfer (1997), deverá rever seus conceitos e postura ética de como utilizará esses conhecimentos em sua prática educativa.
A psicanálise estáse constituindo em um conhecimento novo. Ela não pode fazer o papel de educação e não pode ser considerada salvação para todos os problemas educacionais e sim pode auxiliar no maior conhecimento do funcionamento mental e inconsciente dos sujeitos envolvidos nesse processo, “o trabalho da educação é algo sui generis: não deve ser confundido com a influência psicanalítica e não pode ser substituídopor ela” (Freud, 1976 p.342).
Segundo Filloux,
a psicanálise se apresenta ao mesmo tempo como uma prática (a cura analítica) e um saber (o corpus dos conhecimentos analíticos). A pedagogia refere-se de seu lado seja a prática, seja a teorias ou teorização da prática (1999, p.9).
Enfatiza Millot:
Freud com conhecimento de causa, afirmava que era preciso incluir a psicanálise entre as profissõesimpossíveis, ao lado da educação e da arte de governar. As três repousam sobre os poderes que um homem pode exercer sobre o outro mediante a palavra, e as três encontram os limites de sua ação... no fato de que não se submete o Inconsciente - pois é ele que nos sujeita (1987, p.151).
Romanticamente, Couto (2003) traduz vários significados da sedução e a tarefa de educar sob a ótica dapsicanálise e da educação como o de ponte tornando o conhecimento o mais sedutor possível, apostando numa educação que precisa se desconstruir para construir. Para ela, a educação é apenas o caminho, não a chegada. É um encontro com as diferenças, não com as semelhanças, é onde a linguagem sustenta os sujeitos desejantes nas figuras do educador e do educando, onde as contradições e antíteses permeiam todarelação de amor e ódio, real e simbólico, ideal e único, desejo e medo do saber, boa e má qualidade de educação, soluções e problemas de aprendizagem, psicanálise e educação...
A pedagogia tenta ignorar a realidade da condição humana, esperando que o aluno seja um ser ideal enquadrado em normas que acredita, o façam aprender, enquanto que a psicanálise aponta para essa realidade.
O conhecimento éo objeto de desejo que circula entre professor e aluno.
Para a psicanálise, o desejo de saber origina-se da curiosidade sexual. A atividade intelectual depende da sublimação e da identificação com o professor que tem papel fundamental em despertar o desejo.
Para Freud a origem da pulsão do saber ou epistemofílica, permite o sujeito ter o objeto de conhecimento como satisfação ou prazer, docontrário, causa sofrimento psíquico de acordo com a falta do objeto do desejo.
O pensamento se constitui na relação com o outro, e o inconsciente é estruturado na linguagem segundo Lacan. Além disso, afirma que o desejo do sujeito é o desejo do Outro.
O desejo de saber é uma dívida impagável materialmente, em relação ao Outro, pois é uma dívida simbólica.
Para o aluno, o professor é aquele quesabe, que detém o conhecimento e o poder e o professor precisa saber disso para se colocar no lugar de conhecedor de convicções aceitas e compartilhadas culturalmente e socialmente, para aí sim, passar a ser mediador entre o aluno e o conhecimento. Esse é o verdadeiro papel do professor. Por ser marcado pela linguagem e expresso pelo registro simbólico, esse conhecimento não é absoluto podendo ser...
tracking img