Resenha baudelaire

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (349 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha


Texto: Da essência do riso e de modo geral do cômico nas artes plásticas, de Baudelaire



Introdução

-Essência do artigo: caricatura, filosófico, artístico.
-Caricaturacomo gênero: merece atenção mais rigorosa.
-Jornalismo x caricatura – perecibilidade x durabilidade.


O sábio tremendo

-“O sábio só ri ao tremer”.
-Crítica: -O sábio com um serdivino, impossibilitado para o cômico;
-O riso como tentação, concupiscência, apanágio dos loucos;
-A violência do riso; a sedução das lágrimas;
-O exemplo da Virginie,de Bernandin de Saint-Pierre, “pura como um sábio”.


Riso como expressão do orgulho

-Cômico: signo satânico.
-O riso vem da superioridade: orgulho e aberração, expressão da loucura.-A sabedoria do mundo fará com que Virginie ria.


Riso como algo inserido no mundano

-Satânico e profundamente humano.
-Conseqüência da idéia de superioridade humana.
-Contraditório:grandeza infinita x miséria infinita.
-Está em quem ri, e não no objeto do riso.
-Fenômeno não primitivo: “os livros sagrados nunca riem”.
-A força intelectual gerando o riso.
-Aantigüidade não é risível.


Riso x Natureza x Satã

-Será mesmo que o riso tem a ver com o espírito de Satã?
-Alegria x Riso: a primeira pode ser expressada até mesmo através de lágrimas; ooutro é expressão, sintoma, diagnóstico.
-Alegria: uma; riso: duplo, contraditório.
-Riso do grotesco: idéia de superioridade do homem sobre a natureza.


Cômico absoluto x Cômicosignificativo

-Cômico absoluto: -Apanágio dos artistas superiores;
-Hoffmann: cômico ordinário x cômico inocente
cômico feroz x cômico inocente
cômico significativo x cômicoabsoluto;
-Itália, Inglaterra, Alemanha, Espanha: onde se pode encontrar com freqüência;
-Pierrô francês x Pierrô inglês – significativo x absoluto ;
-Vertigem da hipérbole;...
tracking img