Rema 2

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3225 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESERVATÓRIOS PARALELEPIPÉDICOS

CARLOS HENRIQUE MAIOLA
Doutorando em Engenharia de Estruturas da EESC-USP


1 INTRODUÇÃO
Por reservatórios, do ponto de vista estrutural, serão denominadas todas as estruturas que tenham a função de armazenar líquidos. Em face de sua predominância, serão tratados aqui apenas os “Reservatórios para Armazenagem de Água”.
Os primeiros reservatórios de quese tem notícia, segundo KIRBY et al (1956), foram as cisternas construídas em rochas sãs, datadas do século 25 a.C., por uma civilização que posteriormente tornou-se a comunidade Grega. Esses construtores projetaram um sistema de captação de água de chuva que era mantida limpa, armazenada em cisternas, e utilizada em salas de banho.
No Brasil, em 1880, segundo TELES (1984), foi inaugurado noRio de Janeiro o grande reservatório de Pedregulho, com capacidade para 80 milhões de litros, utilizado para o sistema de abastecimento de água da cidade, construído em alvenaria de pedra, com arcadas e tetos abobadados que até hoje causam admiração. Esse reservatório, com mais quatro outros em vários pontos da cidade, concluídos em 1877 e 1878, constituíram o grande sistema de abastecimento deágua planejado pelo Eng. Jerônimo de Moraes Jardim.
Como se pode ver, desde do século 25 a.C., este tipo de estrutura tem sido utilizada, o que gerou uma gama de tipos de reservatórios, os quais utilizam diferentes concepções, formas, sistemas construtivos etc. Outros utilizam materiais diferentes do convencional concreto armado, como argamassa armada, alvenaria estrutural e concreto protendido.Em vista desta numerosa tipologia, mas sem nenhuma perda de generalidade, o objetivo deste trabalho foi a elaboração de um texto básico, que forneça orientação para a execução dos projetos estruturais de reservatórios, porém tratando de um caso particular, o dos reservatórios de concreto armado moldados in loco, cujas cubas[1] tenham formas paralelepipedais, isto é, sejam formadas por lajes eparedes perpendiculares entre si, já conhecidos com o nome de “Reservatórios Paralelepipédicos”, que constituem a grande maioria dos reservatórios executados no país.
Entretanto, muitas das indicações fornecidas ao longo deste trabalho poderão ser aproveitadas na execução dos projetos de outros reservatórios, mesmo que suas cubas não tenham esta forma particular.

2 CLASSIFICAÇÃO DOSRESERVATÓRIOS
Devido à generalidade dos reservatórios, estes podem ser classificados sob vários aspectos. Porém para não desviar dos objetivos deste trabalho, serão apresentadas aqui apenas as classificações relativas aos aspectos estruturais e construtivos, de modo sucinto.

2.1 Quanto à posição em relação ao solo
Uma das principais classificações dos reservatórios é a que define a sua posição emrelação a um plano de referência. Este plano de referência é o plano horizontal de um terreno onde a estrutura é apoiada. A partir disto, são definidos os reservatórios levados e os térreos.
2.1.1 Reservatórios elevados
Utilizados em situações onde seja necessária a atuação de pressão, que seja suficiente para suprir aparelhos hidráulicos e equipamentos. Pode-se separar os reservatórioselevados de acordo com sua estrutura portante; deste modo tem-se os compostos por torre com fuste (fig. 2.1.a), indicados para grandes reservas de água, os sustentados por pilares (fig. 2.1.b), reservatórios pequenos (escolas, indústrias), e por fim os encontrados em residências e edifícios, que tem sua estrutura fazendo parte da própria estrutura dessas construções (fig. 2.2).
|[pic]|[pic] |
|(a) Torre com fuste |(b) Sobre pilares |
|Figura 2.1 - Reservatórios elevados, mais comuns. |
|[pic]...
tracking img