Religiosidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1092 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O que é a fenomenologia de E. Husserl? E quais suas características?

É um ramo abstrato, rigoroso e especializado da filosofia, a fenomenologia é um termo no qual Edmundo Husserl utiliza para explicar as regras da lógica através do principio do pensamento. Criando um caráter de algo para além do raciocínio humano e preconizava o chamado psicologismo, um reducionismo da psicologia. A partirda análise de pensamentos como entidades psicológicas ideais ele lançou os fundamentos da fenomenologia, esta se propõe como uma alternativa a essa bipolarização. Um objeto fora da relação com a consciência, com o conhecimento, o ser-em-si das coisas é compreensível pela formulação de um "sujeito absoluto", para o qual o ser-em-si é assim como os objetos assumem seu valor relacional para o sujeitovulgar. Em palavras mais simples, trata-se de uma analogia que assume existir uma consciência superior, o sujeito absoluto, que acessa a realidade essencial das coisas, que a nós é apenas a base sobre a qual construímos a nossa representação subjetiva das mesmas coisas. A fenomenologia diz que a consciência sempre se dá em função de algo, em uma intencionalidade, é sempre "consciência de”.Husserl visava estabelecer nada menos que a pura VERDADE, independente de tempo, lugar, cultura ou psicologia individual. Não estava interessado na percepção de objetos particulares, concretos, mas sim no “percebido como tal”, que ele chamou de noema. Para chegar a tais essências abstratas dos objetos, Husserl defendeu um procedimento que chamou de “redução transcendental”, ou epoché, por meio do qualas questões de ontologia eram mantidas em estado de suspensão.

A característica mais fundamental da consciência é tida como sendo o fato dela ser sempre consciência de alguma coisa. Para ele, cada ato é “dirigido” porque, mesmo que não tenha um objeto óbvio, será dirigido a um noema. Durante o procedimento artificial da epoché, atos “intencionais” como esperança, expectativa ou temortornam-se importantes para se estabelecer a essência da percepção como tal. Usando o método epoché, esperava demonstrar que era possível atingir uma esfera de consciência purificada, ou “subjetividade transcendental”, tida como sendo uma esfera autossuficiente de experiência fora do tempo e do espaço.

Uma característica da fenomenologia de Husserl utiliza como método estabelecer uma base segura,liberta de pressuposições, para todas as ciências e, de modo especial, para a filosofia. A suprema fonte legítima de todas as afirmações racionais é a visão, ou também, como ele se exprime, a consciência doadora originária. A fenomenologia não é dedutiva nem empírica. Consiste em mostrar o que é dado e em esclarecer este dado. Não explica mediante leis nem deduz a partir de princípios, mas consideraimediatamente o que está perante a consciência, o objeto. Consequentemente, tem uma tendência orientada totalmente para o objetivo. Interessa-lhe imediatamente não o conceito subjetivo, nem uma atividade do sujeito, mas aquilo que é sabido, posto em dúvida, amado, odiado, etc.

O que se entende por Fé?

“A fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não veem”(Hb 11.1). Essa é a mais sublime das definições que se pode esperar do que é ter fé, por mais que vejo a fé como o amor, que não se define, se sente. Aquele no qual consegue por si definir plenamente o significado de tal sentimento, não mais sentirá. A palavra Fé vem do latim FIDES, que significa confiança, crença, juramento. Ao iniciar esta discussão, de repente pensa-se em tudo que transcorreao redor do homem, no que respeita a sua profissão, a sua maneira de ser, a sua religião, pois, tudo isto envolve uma questão de fundamental importância para aqueles que acreditam no que fazem. É neste sentido que se busca como objetivo maior, uma meditação sobre a fé, tentando compreender o seu conceito e definição, bem como a maneira das pessoas encararem o que se entende por fé, sem esquecer...
tracking img