Relatorio fisica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1093 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FÍSICA EXPERIMENTAL I

Experimento Zero

FEX I

Experimento No Zero: MEDIDAS FÍSICAS
Objetivos: Realizar medidas diretas (diâmetro, comprimento, largura, espessura e massa) expressando-as com a quantidade correta de algarismos significativos. Realizar medidas indiretas (área, volume, densidade, densidade superficial), expressando-as com a quantidade correta de algarismos significativosapós as operações matemáticas necessárias. Expressar de forma adequada os resultados obtidos, incluindo os desvios das medidas e os erros propagados. Calcular o erro percentual. Teoria: A medida de uma grandeza física sempre é realizada no âmbito das limitações inerentes ao próprio processo de medida e ao(s) instrumento(s) empregado(s). As limitações dos aparelhos de medida, assim como dos processosde medida, devem ser obrigatoriamente informadas no resultado final da medida. Nessa informação devem constar os algarismos significativos, as unidades das medidas e um intervalo de confiabilidade dessas medidas, em que as limitações citadas estão incluídas. O intervalo de confiabilidade, ou incerteza da medida, pode ser adotado convenientemente pelo agente da medida entre várias opções: erro deescala, erro percentual, desvio padrão, desvio médio, e outras formas. Assim, podemos expressar o resultado de uma medição na forma genérica: (Medida + Desvio) unidade Note-se que essa forma serve tanto para medidas diretas quanto indiretas. No caso destas, deve-se respeitar as regras de operação com os algarismos significativos. Para a realização da atividade experimental serão empregados osseguintes instrumentos de medida: paquímetro, micrômetro e balança digital. - Paquímetro: As réguas simples têm como menor divisão de escala o milímetro (10-3 m), o que permite medidas com o algarismo duvidoso na casa dos décimos de milímetro, por exemplo, 123,4562 m. Torna-se inviável dividir o milímetro das réguas em décimos de milímetro, o que permitiria leituras do tipo: 123,45624 m. Neste caso, ostraços seriam tão próximos que seria quase impossível vê-los a olho nu. Para ultrapassar essa dificuldade, foram criados outros instrumentos para realizar medidas com melhor resolução do que a régua milimetrada. Um desses instrumentos é o paquímetro, figura (Zero.1), que serve para medir pequenas espessuras, profundidades e dimensões internas. O paquímetro é constituído de uma régua metálicagraduada principal (fixa), geralmente milimetrada, ao longo da qual desliza uma régua móvel graduada secundária (nônio ou Vernier) que permite a leitura de frações da menor divisão da escala da régua, cuja invenção é atribuída a Pierre Vernier. Como medir com o paquímetro: (a) posicione a peça segundo o tipo de medida a ser executada; (b) leia diretamente na régua fixa a medida em milímetros; (c)procure o primeiro traço da escala do nônio que coincide com um traço qualquer da escala da régua móvel, esse é o valor da subdivisão do milímetro, que completa a leitura da medida. Por exemplo, para um nônio de 0,05 mm, todas as medidas devem ser do tipo: 4,00 mm; 6,05 mm; 110,15 mm; 1,20 mm; 0,25 mm; 10,30 mm; etc. Com esse nônio nunca serão obtidas medidas como: 1,31 mm; 6,42 mm; 121,04 mm; 1,19 mm;1,07 mm; etc. Zero.1

FÍSICA EXPERIMENTAL I

Experimento Zero

FEX I

Figura (Zero.1): O paquímetro, instrumento de medida empregado para realizar medidas lineares com leituras de até centésimos de milímetros, e suas partes principais. No cursor, ou régua móvel, está indicada a divisão do nônio (0,02 mm). Isto significa que as leituras serão do tipo: XX,X0 mm; XX,X2 mm; XX,X4 mm; XX,X6mm; ou XX,X8 mm. Na figura (Zero.2) estão indicadas algumas precauções que devem ser seguidas ao medir com o paquímetro. Por exemplo, as escalas devem ser lidas perpendicularmente ao instrumento, e de frente, evitando-se o erro de paralaxe ou de visada.

Figura (Zero.2): Precauções ao medir com o paquímetro.

Zero.2

FÍSICA EXPERIMENTAL I - Micrômetro:

Experimento Zero

FEX I...
tracking img