Relatorio de praticas clinicas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (926 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RELATÓRIO DE PRÁTICAS CLÍNICAS
Nome(s): Luna Hora Marta Carvalho Suzana Djiba Verónica Silvestre | |
Curso: Naturopatia | Turma: 1º ano |
____ quinzena De / /20 a/ /20 | Tema/Título: A Complementariedade |
Docente: Prof. Susana Almeida | Orientador: Prof. Susana Almeida |
Resumo: A Medicina Alternativa com outros ramos médicos |RELATÓRIO Partindo do princípio que medicina significa a arte da cura, a complementaridade deve ir a todos os ramos existentes para se atingir o máximo bem estar possível do paciente, sendo esseo objectivo principal. A medicina está ainda, ligada à prevenção, bem-estar e manutenção da saúde, não sendo esta apenas ausência de doença. Foi Neils Bohr (1928), quem iniciou pela primeira vez oPrincípio da Complementaridade, que dizia que a natureza da matéria e da energia é dual, onde os aspectos ondulatório e corpuscular não são contraditórios, mas complementares. Como exemplo disso, temos osímbolo Yin e Yang que representa na perfeição o sentido integral tanto de complementaridade como de dualidade, pois as duas partes complementam-se formando um todo. Complementaridade não é uma ideiarecente, pelo contrário, a medicina na sua origem, já tinha por base este princípio. Apenas no século XIX, se passou a separar a medicina em diversos ramos, por conveniência industrial, económica,entre outros factores, e passou por isso a haver a necessidade de reforçar esta ideia. Em suma, a visão geral da realidade é enriquecida pela combinação de diversas visões. A medicina é só uma,existem apenas diferentes ramos, não existindo ramos superiores a outros. O bem-estar do paciente deve ser sempre a principal preocupação. Por vezes, apenas um ramo da medicina não é suficiente paraproporcionar o bem-estar a quem necessita e isso deve ser reconhecido, de outra forma para além de não se tratar o problema ainda existe um agravamento do mesmo . O paciente deve ser informado pelo seu...
tracking img