Relatorio coleta de gases

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2107 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic] Universidade Federal de Campina Grande
Centro de ciências e Tecnologia
Unidade Acadêmica de Engenharia Química
Laboratório de Química Geral














COLETA DE GASES

















Juliana Alecrim - 21215326
Márcia Camila – 21215670
Sheila Oliveira - 21211746

Objetivo

Esse experimento tem como finalidade de determinar o volume dogás carbônico (CO2 – dióxido de carbono) através da reação de um comprimido efervescente (sonrisal) com uma solução de ácido clorídrico (HCl), medido á temperatura e pressão ambiente.

Introdução

No estudo dos gases adota-se um modelo teórico, simples e que na prática não existe, com o comportamento aproximado dos gases reais. Os gases são, geralmente, coletados através de deslocamento deágua. O gás sobre a superfície da água está misturado com vapor de água, as moléculas de vapor de também exercem uma pressão, chamada pressão de vapor.
A equação para se calcular a pressão parcial do gás é diferente para cada resultado do experimento.
Se o nível da água é o mesmo dentro e fora da proveta que recolhe o gás, então a pressão é a mesma dentro e fora dela, a equação usada éPg = Patm – Pv(H2O).
Se o nível da água estiver maior dentro da proveta, a pressão externa é maior que a interna e a equação será Pg = Patm – Ph – Pv(H2O). Caso contrário a pressão interna será maior que a externa e a equação usada Patm = Pg + Pv(H2O) + Ph.

Revisão bibliográfica

Conceito de gás: a diferença entre gás e vapor é dada pela temperatura crítica. O vapor é a matéria noestado gasoso, estado esse que pode ser liquefeito com o aumento da pressão. Ao contrário do vapor, o gás é um fluido impossível de ser liquefeito com um simples aumento de pressão. Essa possibilidade de liquefação é o que diferencia gás de vapor.
Características de uma substância no estado gasoso - Não tem forma e nem volume próprios. O gás assume o formato do recipiente em que estácontido e ocupa todo o espaço limitado pelas paredes do recipiente. O volume de um gás é o volume do recipiente onde está contido. Um gás é constituído por moléculas isoladas, separadas umas das outras por grandes espaços vazios em relação ao seu tamanho.
Gás ideal ou gás perfeito - É um modelo teórico. É um gás que obedece às equações p.V/T = k e p.V = n.R.T, com exatidão matemática.
Naprática, temos gases reais. Um gás real tende para o gás ideal quando a pressão tende a zero e a temperatura se eleva.
Lei de Boyle - Robert Boyle, físico e químico, foi quem determinou a lei que rege as transformações sofridas por um gás, quando sua temperatura é mantida constante. Sua lei diz que quando um gás sofre uma transformação isotérmica, a pressão dele é inversamente proporcional aovolume ocupado. Dessa lei obtemos que como T1 = T2 temos que:
P1. V1 = P2.V2
Lei de Charles - A lei de Charles é a lei que rege as transformações de um gás perfeito a volume constante. Essas transformações são chamadas de transformações isocóricas ou isométricas. Segundo essa lei, quando uma massa de gás perfeito sofre transformação isocórica, a sua pressão é diretamenteproporcional à sua temperatura absoluta. Matematicamente essa lei pode ser expressa da seguinte forma:
P1/T1 = P2/T2
Onde P1 e T1 são respectivamente a pressão inicial e a temperatura inicial.
A lei de Gay-Lussac é a lei que rege as transformações de um gás perfeito à pressão constante. Essa lei, apesar de levar o nome de Gay-Lussac, já havia sido descoberta pelo físico equímico A.C. Charles. Segundo a lei, quando um gás sofre uma transformação isobárica o volume do gás é diretamente proporcional à sua temperatura absoluta. Matematicamente essa lei pode ser expressa da seguinte forma:
V1/T1 = V2/T2
Onde V1 e T1 correspondem respectivamente ao volume inicial e à temperatura inicial.
(http://www.fisica.net/quimica/resumo17.htm#Teo)...
tracking img