Regime de historicidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6482 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Biografia e regimes de historicidade

Introdução
A biografia voltou a ocupar um lugar de proa na historiografia contemporânea. Prova disso é que, a partir de meados dos anos 80, alguns dos mais renomados historiadores da atualidade consagraram trabalhos ao estudo de trajetórias individuais.2 Sintoma da crise dos grandes paradigmas explicativos? Manifestação acadêmica do individualismo quemarca a nossa época? Concessão ao gosto popular por fofocas e mexericos? Muitas são as tentativas de explicar o “retorno” e o sucesso do gênero, mas é difícil negar a sua importância na reflexão atual sobre o conhecimento histórico. O presente artigo não busca, obviamente, dar conta de toda a complexa gama de questões suscitada pela biografia histórica, mas apenas situar e analisar algumas delas. Emprimeiro lugar, pretende-se rastrear a trajetória desse gênero a partir da noção de regimes de historicidade, a fim de mostrar
*

Professor do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História da UFRGS; e-mail: bbissos@yahoo.com

MÉTIS: história & cultura – SCHMIDT, Benito B. – p. 57-72

57

que certas questões e problemas a ele relacionados já possuem uma longa tradiçãode estudos e debates; a seguir, tenta-se mapear algumas controvérsias que cercam as biografias, propondo alternativas para superá-las.

Encontros e desencontros entre história e biografia
Em seu sentido lato, de escrito que tem por objeto a história de uma vida particular, a biografia está ligada ao próprio surgimento da história como forma de conhecimento do mundo. Para examinar a trajetóriadas relações entre história e biografia, valho-me da noção de regimes de historicidade, na forma como é proposta por François Hartog (1997, p. 8), ou seja,
[...] como uma formulação sábia da experiência do tempo que, em retorno, modela nossos modos de dizer e de viver nosso próprio tempo. Um regime de historicidade abre e circunscreve um espaço de trabalho e de pensamento. Ele ritma a escriturado tempo, representa uma “ordem” do tempo, à qual se pode subscrever ou, ao contrário (e mais freqüentemente), querer escapar, procurando elaborar uma outra.3

Pode-se dizer que, pelo menos até o final do século XVIII e início do XIX, as biografias acompanhavam um regime de historicidade que buscava, no passado, exemplos, positivos ou negativos, para as ações tomadas no presente: era a chamada“história mestra da vida” (historia magistra vitae), pela qual cabia ao passado iluminar o futuro. Esta “[...] repousava sobre a idéia de que o futuro não repetia o passado, porém não o excedia jamais (movia-se no interior do mesmo círculo, com as mesmas regras do jogo, a mesma providência e os mesmos homens, partilhando a mesma natureza humana)” (Hartog, 1997, p. 9-10). Essa fórmula remonta a Cícero,mas os gregos já a praticavam desde o século IV a.C., senão já no século V a.C, com Tucídides. As Vidas paralelas, de Plutarco, são um bom exemplo dessa forma de se conceber e de se escrever a história. Em uma formulação célebre, o autor explicitou suas motivações para apresentar as vidas dos grandes homens da Antiguidade: “a história dos grandes homens é como um espelho que eu olho a fim detrabalhar para, em alguma medida, regrar a minha vida e me conformar à imagem de sua virtude” (apud Frazier, 1996).4 Segundo Françoise Frazier (1996, p. 277), em Plutarco percebemos uma íntima ligação entre moral e história, pois ele busca, no passado, ensinamentos para o presente através do exemplo de seus personagens:
Plutarco desenvolve uma lição de civismo e desenha um ideal de homem da cidadenutrido pelo passado e, no entanto, profundamente atual. A escolha que ele fez de contar as “Vidas” de grandes homens do Estado do passado não deve ser confundida,
58
MÉTIS: história & cultura – v. 2, n. 3, p. 57-72, jan./jun. 2003

de maneira alguma, com um laudatio temporis acti nostálgico [...] suas biografias tentam recuperar a herança grega para nutrir a vida da cidade moderna.5

Tal...
tracking img