Refugiados ambientais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4416 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Refugiados Ambientais

Índice
1.Introdução
2.História
3.Origem do conceito de “refugiados ambientais”
4. Refugiados Ambientais
4.1. O que são?
4.2. Permanentes ou Temporários
4.3. Causas humanas ou naturais
5. Direito Internacional dos Refugiados
5.1. O “status” de refugiado ambiental
6. Cruz VermelhaInternacional
7. ACNUR
8. Perspectiva mundial do problema dos refugiados ambientais
8.1.Desafios
9. Conclusão
Bibliografia
Anexo

1
1.Introdução
O início do século XXI tem sido marcado pela crescente discussão a respeito das mudanças climáticas, suas origens e suas implicações sobre o ambiente e sobre a humanidade. O efeito de estufa, oaquecimento global, o constante aumento da poluição atmosférica e a maneira com que o meio ambiente tem-se defendido das acções antropogênicas têm despertado na sociedade internacional a necessidade de se regulamentar uma nova condição de vida das pessoas que têm sido vítimas das mudanças climáticas: os chamados refugiados ambientais.
A degradação ambiental tem sido a causa do deslocamento de umgrande número de pessoas no redor do mundo uma vez que perdem suas casas, vida e família, por força da natureza. O mais preocupante é que as mudanças ambientais tende a se potencializar e desta forma contribuem para que se acentue a vulnerabilidade social dos grupos sociais em piores condições económicas, assim como também provocando situações que implicam a necessidade de recolocação de grupospopulacionais que mais tarde terá reflexos na redistribuição espacial da população.
Tais mudanças, nas últimas décadas, têm gerado a nível mundial a preocupação em se solucionar os problemas existentes e evitar problemas futuros decorrentes da alteração do clima, buscando-se desenvolver mecanismos de protecção ao meio ambiente, salvaguardando os Direitos Humanos.

2
2.História
Ao longo daHistória, a população do mundo vem aumentando num ritmo cada vez mais rápido. A Terra atingiu seu primeiro bilhão de habitantes em 1802 e foi somente 126 anos mais tarde, em 1928, que o número de habitantes dobrou. Em 1961 atingimos três bilhões, em 1999 chegamos a seis bilhões e em 2010, apenas onze anos depois, somos sete bilhões de pessoas a viver no globo. Esta imensa população se espalha por quasetodos os continentes, formando vastos aglomerados populacionais, principalmente na Ásia, que abriga mais de 60% da população mundial. Extensas regiões desabitadas passaram a ser ocupadas por cidades e pela actividade agrícola. Estes factores produzem catástrofes naturais como inundações, tempestades, calor e frio excessivo tenham um impacto maior, afectando zonas povoadas, provocando destruição emortalidade.
O século XX foi caracterizado por varias migrações de refugiados sendo estes provocadas por questões ambientais, sociopolíticos ou económicos. A Revolução Russa de 1917 levou com que 1,5 milhões de russos que se opunham ao comunismo se vissem obrigados a fugir do país. Um milhão de arménios fugira da Turquia entre 1915 e 1923 para escapar a perseguição e ao genocídio e cerca de 3.700mil alemães orientais fugiram para Alemanha Ocidental entre 1945 e 1961, quando o Muro de Berlim foi construído. Em 1995, os refugiados ambientais atingiram cerca de 25 milhões de pessoas, sendo este um fenómeno em constante movimento acredita-se que em 2010 este número pode ter duplicado e poderá aumentar de uma forma constante acercando até 200 milhões de pessoas devido ao aquecimento global . Oaquecimento global da Terra, causado em parte pelas actividades humanas, faz com que as catástrofes naturais relacionadas ao clima sejam cada vez mais frequentes. Chuvas, tempestades e inundações no Brasil e em várias regiões da China; incêndios nos Estados Unidos e na Rússia, provocados pelo excesso de calor; violentos furacões nas Antilhas e inundações na Índia e em Bangladesh, são fenómenos...
tracking img