Rdc 20/2011

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3493 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
4

ISSN 1810-0791 Vol. 1, Nº 4
Brasília, Março de 2004

Uso indiscriminado de antibióticos
e resistência microbiana:
Uma guerra perdida?
Lenita Wannmacher

Resumo
Apesar do surgimento e da disponibilização de vacinas e antimicrobianos eficazes, os germes continuam ganhando a batalha
nas doenças infecciosas. Estas ainda acarretam mortes e expressiva morbidade, especialmente em paísesemdesenvolvimento.
Uma das causas de tal situação consiste no surgimento e na disseminação de resistência microbiana, que tende a
aumentar mediante uso indiscriminado de antimicrobianos. Este sério problema afeta a saúde individual e coletiva, sendo
real preocupação nos que lidam com a saúde pública. Muitas razões movem os prescritores a recomendar abusivamente
os antibióticos. A grandedisponibilidade desses medicamentos, acompanhada de publicidade pouco judiciosa, acentua o uso
abusivo. Com isso se mantêm ou agravam as doenças infecciosas, aparecem mais reações adversas, usam-se alternativas
antimicrobianas mais onerosas e se produzem mais hospitalizações. Com uso irracional de antibióticos, o desenvolvimento de
futura resistência é fácil de prever por ser inevitável.Antibioticoterapia apropriada significa não usar antimicrobianos na
ausência de indicação, nem em esquema errado ou por tempo demasiado. Ao escolher um antibiótico, os prescritores
devem preocupar-se com os interesses presentes e futuros dos pacientes.

"Los medicamentos constituyen al mismo tiempo el mayor de los
logros y el mayor de los fracasos de la modernidad.”

Federico Tobar

Introdução
2egundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) , as
infecções causam 25% das mortes em todo o mundo e 45%,
nos países menos desenvolvidos. O uso de antimicrobianos para
3
essas situações tem magnitude calculada .

S

• Mais de 50% das prescrições se mostram inapropriadas.
• 2/3 dos antibióticos são usados sem prescrição médica em
muitos países.
• 50% dos consumidores compram omedicamento para 1 dia,
90% compram-no para período igual ou inferior a 3 dias.
• Mais de 50% do orçamento com medicamentos são
destinados aos antimicrobianos.
Os antibióticos correspondem a 12% de todas as prescrições
4
ambulatoriais . Isso gera dispêndio de 15% dos 100 bilhões de dólares
gastos anualmente com medicamentos5.

Nos Estados Unidos há 160 milhões de prescrições escritas deantibióticos (30 prescrições/100 pessoas/ano), correspondendo a
25 mil toneladas de antibióticos, das quais cerca de 50% destinamse a pacientes e o restante é usado em animais, agricultura e
aquacultura6.
A prevalência das infecções e o conseqüente consumo dos
medicamentos para tratá-las acarretam muitos erros de prescrição,
relacionados a incerteza diagnóstica e desconhecimento
farmacológico. Háproblemas de indicação, seleção e prescrição de
antimicrobianos. Há ainda o uso de antibióticos como medicamentos
sintomáticos. É comum o não reconhecimento de que antimicrobianos são medicamentos específicos e, portanto, só eficazes
para determinados agentes infecciosos. Levantamentos realizados
em 1997 e 1996 mostraram que médicos generalistas ingleses e
médicos de família canadensesdesconheciam as necessidades
7
8
de antibióticos em rinite purulenta e faringite , respectivamente.

Lenita Wannmacher é professora de Farmacologia Clínica, aposentada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e atualmente da Universidade de Passo Fundo, RS. Atua
como consultora do Núcleo de Assistência Farmacêutica da ENSP/FIOCRUZ para a questão de seleção e uso racional de medicamentos. Émembro do Comitê de Especialistas em
Seleção e Uso de Medicamentos Essenciais da OMS, Genebra, para o período 2000-2004. É autora de três livros de Farmacologia Clínica.

Página 1 : Uso indiscriminado de antibióticos e resistência microbiana: uma guerra perdida?

Nos Estados Unidos, calcula-se que 50% dos usos sejam
inadequados, correspondendo a tratamento desnecessário de
bronquites,...
tracking img