Radiologia veterinaria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADES INTEGRADAS IPIRANGA
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM RADIOLOGIA

BRUNO RODRIGUES
CAMILA BRASIL
CARINA SILVA
MÁRIO THIAGO DIAS
THIAGO CORRÊA




PATOLOGIA DO SISTEMA URINÁRIO




Trabalho apresentado como avaliação parcial na disciplina Radiologia Veterinária Orientador: Profᵃ Msc Lívia CassebBELÉM-MAIO
2012
FACULDADE DE TECNOLOGIA DA AMAZÔNIA
CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM RADIOLOGIA MÉDICA
DISCIPLINA RADIOLOGIA VETERINÁRIA
TURMA RDN 101

PATOLOGIA DO SISTEMA URINÁRIO

Trabalho da disciplina radiologia veterináriaMinistrada pelo Profᵃ MSc Lívia casseb do
Curso de Graduação tecnológica em
Radiologia Médica desta IES como requisito
De avaliação parcial.

BELÉM – MAIO
2012
1 - INTRODUÇÃO


O sistema urinário dos animais é responsável, entreoutras coisas, pela eliminação, através da urina, de catabólicos e substâncias e volume estranhas ou em excesso na corrente sanguínea. No entanto, determinadas alterações, das quais merece destaque as consequências de uma inadequada nutrição, podem prejudicar a função de excreção urinária, predispondo, inicialmente, a uma afecção poderá evoluir para um problema mais serio, inclusive comcomprometimento sistêmico.
Das alterações mais comuns do trato urinário tem-se a falha na eliminação dos detritos corporais, que se acumulam na forma de inúmeros precipitados.
Os gatos, como outros felinos, são naturalmente predispostos à formação de cálculos urinários em razão da forte concentração da sua urina. Estas concentrações deve-se, em grande parte, a baixa ingestão de água. Isso porque a origemdos felinos foi em regiões desérticas e, portanto, adaptaram-se a consumir pouco líquido.
Partindo dessas considerações iniciais, neste trabalho serão apresentados e discutidos a hidronefrose, calculo renais e ruptura do rim.



2 - CONTEÚDO


O sistema urinário compreende rins, ureteres, bexiga e uretra. Os rins e ureteres, na sua anatomia os rins possuem formato de feijão elocalizam-se na região retroperitoneal, no abdome cranial, um de cada lado da aorta e da veia cava caudal. Eles estão inclinados obliquamente numa direção craniodorsal-caudoventral. O rim esquerdo está menos ligado à parede dorsal que o direito e, portanto, possui um posicionamento mais variável. O rim direito se situa mais cranial que o esquerdo e está em contato com a fossa renal do lobo caudatodo fígado. Sua extremidade cranial é vista no interior da caixa torácica e geralmente bissectada pela 13ᵃ costela. Relacionando-se com a glândula adrenal direita. Medialmente, está próximo da veia cava, ventralmente, está em contato com a margem direita do pâncreas e com o cólon ascendente.
Cranialmente, o rim esquerdo está em contato com o baço, a curvatura maior do estômago, o pâncreas e aglândula adrenal esquerda. Dorsalmente, esta ligada aos músculos sublombares, caudalmente esta em contato com cólon descendente. Medialmente, relaciona-se com o cólon descendente e com o duodeno ascendente. Ventralmente em contato com o cólon descendente.
Ambos os rins movem-se um pouco durante a respiração. Os rins do gato podem se mover mais livremente que os do cão, devido a seus ligamentos maislongos. Os rins ser deslocados caudalmente por um estomago cheio ou cranialmente por um útero gravídico.
Na radiografia os rins são visualizados com clareza em cerca de 50% dos estudos simples do abdome do cão. Quando os rins são a fonte principal de interesse nas radiografias simples do abdome, a visualização pode ser aumentada através de uma preparação adequada do paciente. O alimento deve...
tracking img