Racismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2814 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário

1. Introdução

2. Constituição Federal

3. Preconceito Racial

4. Tipos de Discriminação mais típicas no ambiente de trabalho

4.1 – Discriminação por Etnia

4.2 – Discriminação por Sexo

4.3 – Discriminação pela Orientação Sexual

4.4 – Discriminação pela Religião

4.5 – Discriminação pelo Estado civil

4.6 – Discriminação porDeficiência Física

4.7 – Discriminação pela idade

4.8 – Discriminação por Moléstia Alarmante

4.9 – Discriminação pela regionalidade

4.10 – Discriminação por Restrição de Crédito

4.11 – Outros tipos de discriminação

5. Tempo de Discriminação....................................................................................INTRODUÇÃO

No meio organizacional, é comum que o convívio diário entre as pessoas abra espaço para determinados comportamentos que tanto podem ser demonstrados através de afinidades que resultam em uma grande amizade, quanto em situações que se tornem um estopim para o inicio de conflitos. Vários são os motivos que levam os profissionais à não terem sinergia que contribua para a conduçãodas atividades: falta de espírito de equipe, ausência de uma boa comunicação entre outros.

O preconceito esta mais presente no dia-a-dia das organizações, muito mais do que muitos podem imaginar, em muitos casos, surgem de maneiras discretas e quando são notados já tomaram grandes proporções. O preconceito é sem dúvida um dos grandes inimigos, tanto dos profissionais quanto das pessoas, afinalisto é muito prejudicial para a diversidade considerada fundamental para as empresas.

A discriminação é uma realidade quase tão antiga quanto o homem, que permanece silenciosamente dentro das empresas, muitas vezes devido ao funcionário não procurar seus direitos para garantir seu sustento. E apesar do grande esforço, o combate a este mal e suas vertentes não é tarefa fácil. Tal fato demanda aparticipação ativa dos órgãos internacionais, dos governos e das sociedades envolvidas.
Vale lembrar que a discriminação não ocorre apenas nos países de regimes políticos não democráticos, países pobres ou em desenvolvimento. Este é um problema globalizado que atinge todas as classes sociais













A CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Em diversos artigos da Carta Magna, observamos avedação a discriminação, no que concerne ao Direito laboral, a Lei Maior aduz algumas proibições em seu art. 7º, incisos XXX; XXXI; XXXII; XXXIV.

A Constituição proíbe taxativamente qualquer diferença de salário, funções ou critério de admissão por motivos de sexo, idade, cor ou estado civil, ou em relação a portador de deficiência física.

Proíbe ainda distinção entre trabalho ou entre ostrabalhadores, de serviços manual, técnico ou intelectual, e impõe a igualdade de direito entre os trabalhadores com vínculo de emprego e os trabalhadores avulsos.

 As Constituições de praticamente todos os países civilizados consagram o direito à igualdade dentre os direitos fundamentais dos cidadãos, repudiando a discriminação e os privilégios.

O legislador Constituinte, teve o cuidado defrisar e repetir o direito a igualdade perante a Lei, em diversos artigos da Constituição, com o objetivo de salientar a importância desse direito.












PRECONCEITO RACIAL
A discriminação é a antítese da igualdade. Em outras palavras, a negação do princípio de que todos são iguais perante a lei. Não se pode falar em democracia, justiça ou estado de direito sem que o princípio daigualdade seja lembrado e observado. Um Estado nunca será democrático, justo ou de direito se os cidadãos forem tratados desigualmente. Os privilégios de grupos e classes, a discriminação por sexo, raça, cor, origem, crença religiosa, idade etc., além de macular os ideais mais elevados de qualquer sociedade, não raro põe em risco a própria sobrevivência do estado, pela conflituosidade que gera.
A...
tracking img