Qualidade de vida no trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3753 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Atualmente vivemos em um mundo de constantes mudanças, onde as pessoas são peças fundamentais no mercado, que ajudam as empresas se tornarem prósperas e competitivas. Desde a Era da Informação, podemos observar o quanto às metodologias na Gestão de Pessoas têm sofrido mudanças e o quanto é necessário investir na garantia da Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho. Talinvestimento resulta positivamente na Produtividade, Absenteísmo, Rotatividade, entre outros, que neste estudo apresentarão a justificativa para tais resultados.

A justificativa da escolha do tema deve-se às constantes mudanças na Gestão de Pessoas, que tem atribuído investimentos na manutenção de Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho, que consequentemente aumenta a competitividade dasorganizações. Com isso, as pessoas trabalham motivadas e assumem uma postura positiva no trato com o cliente, trazendo resultados positivos para a organização.

O tema contribui, para um estudo aprofundado que trará fundamentação ao objeto de estudo, que servirá de pesquisa para pessoas e empresas que buscam entender a Importância da manutenção da Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho, identificandoos pontos fortes e fracos deste processo, e os benefícios alcançados não só para a organização, mas também para as pessoas.
Para atender a esses objetivos acima citados, este trabalho se propõe a responder às seguintes questões de pesquisa: A importância em manter a Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho e as vantagens com estes investimentos.

1. O CONCEITO DE PESSOAS NO MUNDO MODERNOA área de Recursos Humanos tem sofrido várias mudanças no mundo moderno. Assim sendo, Recursos Humanos vem sendo substituído por um novo conceito, denominado como Gestão de Pessoas, buscando ressaltar que hoje as pessoas não são meros funcionários, mas sim, parceiros colaboradores do negócio da empresa.
A partir do século XX, grandes mudanças e transformações trouxeram influênciaspoderosas sobre as organizações, sua administração e seu comportamento. Diante essas ocorrências, ressaltamos a maneira de administrar as pessoas, que podem ser visualizadas nitidamente em três eras organizacionais, sendo elas: Era industrial Clássica, Era Industrial Neoclássica e a Era da Informação.

ERA INDUSTRIAL CLÁSSICA

Período que o modelo organizacional baseava-se em um desenhomecanístico típico da lógica do sistema fechado e burocrático, cuja cultura organizacional era voltada para o passado e para a conservação das tradições e valores tradicionais. As pessoas eram consideradas recursos e, consequentemente, eram manipuladas com ênfase na eficiência da produção, no método e na rotina.

ERA INDUSTRIAL NEOCLÁSSICA

A teoria clássica foi substituída pelateoria neoclássica da Administração e o modelo burocrático foi redimensionado pela teoria estruturalista. A teoria das relações humanas foi substituída pela teoria comportamental. Ao longo do período surgiu a teoria de sistemas e, no seu final, a teoria da contingência.
A estrutura matricial veio para reconfigurar e reavivar a velha e tradicional organização funcional, cuja finalidade eraproporcionar características adicionais de inovação e dinamismo e alcançar maior competitividade. Apesar da melhoria na arquitetura organizacional das grandes organizações, a mesma não foi suficiente para remover a rigidez da velha estrutura funcional e burocrática. As vantagens foram aproveitadas para torná-las administráveis, ágeis e próximas do mercado e do cliente.
Aos poucos, a culturaorganizacional cedeu lugar à inovação, mudando hábitos e a maneira de pensar e agir. Passou para uma nova maneira de administrar as pessoas, a qual recebeu o nome de Administração de Recursos Humanos, visualizando as pessoas como recursos vivos e inteligentes e não mais como fatores inertes de produção.

ERA DA INFORMAÇÃO

Neste período, sua característica principal são as...
tracking img