Puericultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 42 (10384 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS - CURSO DE MEDICINA DISCIPLINA DE PUERICULTURA E SEMIOLOGIA PEDIÁTRICA

A ciência que estuda o crescimento denomina·se auxologia (do grego auxo = eu cresço e logos = tratado). Se a razão invocada para separar a medicina da biologia é que a primeira se refere exclusivamente à biologia do ser humano, a única justificativa para fazer da Pediatria uma áreaprioritária dentro do amplo campo da medicina é que a Pediatria preocupa-se com a biologia do ser humano em crescimento. Do ponto de vista biológico, o crescimento pode ser estudado à luz das alterações do tamanho, da forma ou das funções celulares e representa a distância percorrida entre dois momentos da vida do indivíduo, do ponto de vista bioquímico, anatômico, fisiológico e psicossocial. Nesse sentido,o estudo do crescimento estende-se da fecundação à senilidade, pois o crescimento celular é incessante durante toda a vida. Contudo, do ponto de vista clínico e prático, a responsabilidade do pediatra na vigilância do crescimento do ser humano restringe-se ao período da vida que se inicia ao nascimento e prolonga-se até a adolescência inclusive, quando cessa o crescimento somático do indivíduo.Todo o processo do crescimento deriva da instrução genética contida concretizada em eu DNA, da qual depende o desdobramento de substâncias na criação do organismo vivo:o problema crucial depende da regulação e da execução da síntese protéica, responsável pela diferenciação ordenada dos diferentes tipos de células. Compreende-se, pois, que poucas funções biológicas dependem tanto do potencialgenético como do crescimento, mas a qualquer momento, desde o instante da concepção, o ambiente pode perturbar a ordenação, a qualidade e a quantidade do fenômeno: o crescimento depende, na verdade, da integração indivíduo/ambiente. Quanto à terminologia, crescimento e desenvolvimento correspondem a fenômenos distintos, embora intimamente correlacionados. Crescimento significa aumento físico do corpo,como um todo ou em suas partes, e pode ser medido em termos de centímetros ou de gramas. Traduz aumento do tamanho das células (hipertrofia) ou de seu número (hiperplasia). Desenvolvimento significa aumento da capacidade do indivíduo na realização de funções cada vez mais complexas. 0 indivíduo desenvolve controle neuromuscular, destreza e traços de caráter, funções que só podem ser medidas por meiode testes ou provas funcionais. Maturação e diferenciação são muitas vezes termos empregados como sinônimos de desenvolvimento. Que a diferenciação destrói o poder de crescimento se demonstra por muitos exemplos: fibras musculares estriadas deixam de crescer assim que adquirem a propriedade de contração; os eritrócitos deixam de crescer assim que se tornam saturados de hemoglobina e, portanto,aptos para a função de transporte de oxigênio; as células epiteliais são desprezadas logo após a formação de queratina. Uma criança pode crescer e não se desenvolver, ou vice-versa. Por exemplo, uma criança portadora de acondroplasia pode ter um desenvolvimento normal associado a um crescimento em altura muito deficiente. Por outro lado, uma criança com síndrome de Down pode ter o crescimentonormal, porém um desenvolvimento retardado. Crescimento e desenvolvimento constituem a resultante final da interação de um conjunto de fatores, que podem ser divididos em extrínsecos (ou ambientais) e intrínsecos (ou orgânicos). Entre os fatores extrínsecos essenciais para o crescimento encontram-se a ingestão de dieta normal, a atividade física e toda a estimulação biopsicossocial ambiental. Os fatoresintrínsecos são representados fundamentalmente pela herança (energia hereditária) e pelo sistema neuroendócrino. A dotação genética ou genótipo contida no ovo fertilizado determina o plano para o crescimento e desenvolvimento futuros, que se pode modificar em qualquer período da vida, determinando um tipo constitucional final denominado fenótipo. Finalmente, são importantes os órgãos...
tracking img