Publicidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1657 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TERRA, Ernani. Linguagem, língua e fala. São Paulo: Scipione, 1997.

BRASIL ESCOLA, Vânia. Linguagem, língua e fala aspectos peculiares.

UOL, Editora Melhoramentos Ltda. UOL. Dicionário de português: 2009.

MUNDO EDUCAÇÃO, Vânia. Linguagem, língua e fala. 2011

RESUMO




As formas de comunicação entre os seres vivos, principalmente humanos, surgiram há muitos anos eforam aprimorados, até chegar a uma forma onde todos se entendam de maneira única. Hoje, os termos que damos mais importância na comunicação é a linguagem, língua e fala, que para muitos são de um mesmo significado. Porém, cada termo tem a sua própria característica.




A linguagem é um conjunto de sinais falados (ciência da linguagem), escritos (gráfica) ou gesticulados (mímica),utilizado pelo homem para exprimir suas ideias e sentimentos. Existem diversos tipos de linguagem, as de surdo mudo, placas de transito, que são classificados entre verbal e não verbal. Na linguagem verbal os sinais são palavras, onde o meio de comunicação é oral ou escrita, assim na linguagem não verbal os meios de comunicação são feitos através de sinais e não se utiliza palavras, como naslibras. Alguns meios de comunicação se formam com a junção da linguagem verbal e não verbais esses recebem o nome de híbridos.




Quando nos referimos à língua passamos informações por meio de palavras que pertencem a um grupo especifico. Esta é encarada de uma forma mais arbitraria sendo da natureza gramatical com regras para que haja uma comunicação plausível. Por exemplo, se nãohouvesse uma serie de regras para a comunicação poderia uma frase ser escrita dessa maneira: Exaustos hoje trabalho com estamos. (g.m) Neste caso é necessário atribuirmos a ordem direta ao enunciado, não que não seja compreensível à frase, porém em certas ocasiões mais formais (trabalho, reuniões, eventos) é necessário utilizar uma forma de comunicação única denominada “formal”. O exemploficaria assim: Hoje estamos exaustos com o trabalho.




Outros termos que não podemos confundir é a língua com a escrita, a escrita tem um estágio superior na língua, tanto que muitas pessoas utilizam a língua sem saber utilizar à escrita. Estes são os analfabetos. Apesar de aprendermos a língua primeiro que a escrita, a escrita possui um estágio superior por permanecer rígidaenquanto a língua pode escapar com um simples argumento ou esquecimento, permanecendo somente aquilo que se encontra escrito.










UOL, Editora Melhoramentos Ltda. UOL. Dicionário de português: 2009.

UNIFAN, Daiana da Silva. Língua portuguesa: origens e influencias. 2010.

G1 GLOBO, Sergio Nogueira. Dicas de português: uso do neologismo. 2012.
TERRA, Ernani. Linguagem, língua efala. São Paulo: Scipione, 1997.



A língua possui caráter publico, ela é exterior aos indivíduos portando não é possível cria-la ou ser modificada, já a fala, aquilo que sai do interior de cada falante é um caráter privado, cada um tem domínio da língua que fala e, em decorrência disso, pode usá-la como bem lhe aprouver das regras preestabelecidas pelo contrato coletivo ajustadocom os demais falantes. A língua é o lado publico da comunicação intervendo a fala como algo privado, tendo limites.




Conforme a humanidade foi evoluindo sua maneira de se comunicar também, porém havia uma adversidade, todos precisavam de uma forma única para se falar, assim estudiosos buscaram critérios para elaborar uma norma única, e acredita-se até hoje, que o bom uso dalíngua seria aquele usado por nobres e pessoas da sociedade, desde então adaptaram a linguagem padrão como normal culta. No Brasil, foi adotado para permanecer como linguagem padrão o histórico literário, aquele usado por escritores clássicos de uma época poética. Entretanto devemos lembrar que esta não é uma maneira exata para se dizer o que é certo na língua, assim como a gramatica descritiva,...
tracking img