Psicopedagogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1833 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO DO TEXTO:

DISCURSO MÉDICO E DISCURSO PEDAGÓGICO: INTERFACES E SUAS IMPLICAÇÕES PARA
A PRÁTICA PEDAGÓGICA

O presente artigo de Franco, Carvalho e Guerra (2010), têm como objetivo apresentar os resultados obtidos por três doutores e pesquisadores das área de medicina, psicologia e biologia, sendo que o primeiro é médico Professor hospitalar da Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação,em Belém e as outras duas professoras da Universidade Federal, sobre a forma como os discursos médicos ofertados aos portadores de necessidades educacionais são apropriados pelo corpo docente a fim de adequarem sua prática escolar para melhor atender estas pessoas.
Assim, este trabalho foi realizado durante o ano letivo de 2008 envolvendo dezessete educadores que atuam com crianças comparalisia cerebral com idade entre seis e doze anos que são acompanhadas pela equipe de reabilitação do Hospital Sara em Belém. A metodologia adotada foi através de duas entrevistas realizadas no inicio e no final do ano letivo, sempre seguindo o mesmo roteiro e visitas realizadas pelos profissionais do centro a fim de conversar com educadores visando esclarecer o diagnóstico, potencial e limites dosalunos visando favorecer a inclusão dos mesmos no processo de aprendizagem.
Assim, na introdução os autores colocam que a escola e os educadores estão habilitados para trabalharem com as crianças sem problemas, as classificadas como normais, isto se torna evidente na sua organização curricular, arquitetura e no discurso dos professores, quando deparam-se com crianças que não conseguem aprender.Assim, de acordo com estes é comum os professores buscarem no discurso médico explicações pela não aprendizagem dos alunos, como se suas limitações físicas e neurológicas, fossem, também, de ordem cognitiva.
No caso da paralisia cerebral, que para autores como Bleck (apud Franco, Carvalho e Guerra, 2010) e Braga (idem) é uma disfunção que pode ocorrer ao longo da vida do individuo e nem sempre estáatrelado ao seu fracasso escolar e cognitivo. Em outras palavras, os professores se apropriam de termos médicos que não conhecem a exata definição para promover a exclusão destes alunos e classificá-los, rotulando-os como incapazes de aprender o que nem sempre é real.
Franco, Carvalho e Guerra, terminam a introdução apresentando um panorama breve do movimento de inclusão escolar das pessoas comnecessidades especiais, em um movimento mundial de negação da exclusão destes indivíduos e crescente integração social dos mesmos, pauta de políticas públicas do mundo todo.

A produção de um discurso excludente
Neste subitem de seu artigo, Franco, Carvalho e Guerra (2010), evidencia o poder que o discurso médico tem quando os professores se apropriam de seus termos para rotular os alunos,produzindo com isso uma linguagem excludente, calcada muitas vezes no senso comum que segrega e classifica os alunos em portadores de diferentes patologias que os culpabilizam pelos seus fracassos escolares.
Analisar este discurso e uso da linguagem médica em prol da estigmatização de alguns alunos é tarefa primordial para que se possa ter uma educação realmente inclusiva, promotora da igualdadedentro da escola.

Espaços de circulação do discurso: modos de subjetivação

Se apoderando das assertivas de Foucault, sobre o discurso ser um constructo social, que constitui sujeitos e objetos, os autores, buscam neste subitem desvelar a construção social que a apropriação do discurso médico se dá nos meios escolares, a fim de entender como estes se constitui subjetivamente e são apropriadospelos sujeitos.
Dessa forma, os autores buscam entender como os discursos médicos são apropriados pela escola, criando algumas hipóteses dessa apropriação, como: análise dos laudos de consultas médicas fornecidos pelas famílias as escolas; uso da mídia para “pesquisar” e “estudar” os supostos comportamentos dos alunos. Para eles, a mídia é o instrumento mais poderoso para a catalogação dos...
tracking img