Psicopatologia e as estruturas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 44 (10770 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Psicopatologia: a perspectiva freudiana

A psicanálise freudiana favoreceu a construção de um novo modelo de abordagem dos tipos clínicos (neurose-psicose-perversão)
Georges lanteri-laura constrói três paradigmas da história da psiquiatria:
1º) paradigma da alienação mental. Corresponde À fundação da psiquiatria e à inclusão da loucura no campo da medicina.
2º) paradigma das enfermidadesmentais. Para Falret, a alienação mental compunha-se de enfermidades distintas, com seus signos próprios e modo singular de evolução. A semiologia psiquiátrica tornou-se, dessa maneira, rica de detalhes, objetivando diagnóstico, prognóstico e tratamento adequado.
3º) paradigma das grandes estruturas. Esse paradigma foi marcado por vários fatos importantes, sendo a presença da psicanálise napsiquiatria um deles. Nele, as patologias passam a ser ordenadas com contribuições da psicanálise, permitindo a psiquiatria organizar o que não correspondia a lesões cerebrais evidentes e a fatores exógenos, ou seja, aquilo que não dizia respeito a algo orgânico específico. Dessa forma, a simples associação de sintomas passou a dar lugar ao que seria a expressão de uma personalidade humana. Percebe-se,portanto, que a influência da psicanálise foi decisiva na ordenação de um campo psicopatológico.
O termo neurose destinava-se a nomear um grupo de enfermidades nervosas, indicando que na neurose havia vinculação intrínseca com a alteração do sistema nervoso. Antes de Freud, as obsessões e fobias não faziam parte do campo das neuroses. Já o termo psicose era utilizado para designar manifestaçõespsíquicas da enfermidade da alma, sejam elas neuroses ou a própria loucura. Até aproximadamente o final do século XIX, “psicose” era também sinônimo de psicopatia. Assim, até Freud, a diferença entre neurose e psicose não era clara, ficando ele encarregado de demarcar o diagnostico diferencial entre elas.
A abordagem freudiana do adoecimento neurótico comporta uma concepção dinâmica, na qual aenfermidade é considerada como ruptura de um equilíbrio e as circunstancias exteriores não são concebidas como causas, ma como elementos desencadeantes. A neurose não possui, para ele, uma etiologia orgânica, mas sim sexual e somente poderia ser cingida por meio das palavras através da transferência. Freud demarca como seus estudos com obsessões e fobias contribuíram para a teoria da psicose e dahisteria. Disse que o fator característico da histeria não era a divisão da consciência, mas a capacidade de conversão, que seria uma aptidão psicofísica de transpor grandes somas de excitação para a inervação somática. Freud também manteve as neuroses no campo da psicopatologia, mas introduziu a diferença de que elas estariam relacionadas com a sexualidade e ao inconsciente na formação dos sintomas.Dessa forma, descobriu que a partir dos sintomas e do que os pacientes associam com eles, pode-se chegar ao conhecimento das causas. Entretanto, apesar de ressaltar os recursos da palavra, memória e esquecimento, Freud não deixou de relacionar um efeito tardio e duradouro de uma emoção vivida no passado com uma predisposição hereditária.
Somente seu encontro com Charcot fez com que Freudabandonasse a neurologia e se voltasse para a psicopatologia no inicio de dezembro de 1885. Nesse momento, seu interesse volta-se para a clínica, e seus estudos permitiram que saísse do suporte fisiológico para o psicológico, construindo idéias que modificaram radicalmente a compreensão do psiquismo humano e da patologia mental. O sintoma era inicialmente visto como o índice de uma patologia, e a cura, doponto de vista da medicina, estaria em suprimi-lo. Com a psicanálise freudiana, o sintoma é formado pelo retorno deformado do recalque, sendo o sintoma uma das formas de manifestação do inconsciente.
A grande preocupação de Freud era extrair da psicopatologia um lucro para a psicologia normal. Se esforçou para organizar duas instancias diferentes da consciência e atuantes na vida psíquica,...
tracking img