Psicopatas e sociopatas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2719 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O que é Psicopata:
Psicopata é um indivíduo clinicamente perverso, e que tem personalidade psicopática. Psicopata é uma pessoa com distúrbios mentais graves, caracterizado por um desvio de caráter, ausência de sentimentos, frieza, insensibilidade aos sentimentos alheios, manipulação, egocentrismo, falta de remorso e de culpa para atos cruéis e inflexibilidade com castigos e punições.Geralmenteos psicopatas são do sexo masculino, mas também atinge as mulheres, em variados níveis, embora com características diferenciadas e menos específicas que a psicopatia que atinge os homens. A doença do psicopata é denominada como sinônimo do diagnóstico do transtorno de personalidade antissocial.Alguns indivíduos com psicopatia mais leve não normalmente não tiveram um histórico traumático, porém otranstorno - principalmente nos casos mais graves, tais como sádicos e serial killers - parece estar associado à mistura de três principais fatores: disfunções cerebrais/biológicas ou traumas neurológicos, predisposição genética e traumas na infância como abuso emocional, sexual, físico, negligência, violência, conflitos, separação dos pais e etc.
 De maneira geral, nos homens, o transtorno tende aser mais evidente antes dos 15 anos de idade, e nas mulheres pode passar despercebido por muito tempo, principalmente porque as mulheres costumam ser mais discretas e menos impulsivas que os homens, e geralmente o transtorno acompanha ambos o sexos por toda a vida.Muitas vezes as pessoas confundem psicopata com sociopata. Os psicopatas nascem com características como impulsividade e ausência demedo, o que faz com que busquem condutas de riscos e perigo, terminando muitas vezes em atitudes antissociais, uma vez que são incapazes de se estabelecerem corretamente nas normas sociais. Já o sociopata, apresenta um temperamento um pouco mais "normal" que os psicopatas.
Ter vergonha de algumas coisas, explodir de raiva em certos momentos, dramatizar situações ou ter atitudes egoístasesporadicamente é comum na vida de grande parte das pessoas. O problema é quando algumas características passam a ocorrer com frequência e em exagero. Ao ultrapassar esta linha tênue, o diagnóstico pode ser de transtorno de personalidade - também conhecido como sociopatia, condutopatia e psicopatia. "Todos nós temos um pouco de tudo, o problema é a quantidade deste distúrbio", afirmou o psiquiatra forenseGuido Palomba.
Assassinos como Chico Picadinho, Francisco de Assis Pereira (maníaco do parque) e Champinha são exemplos de portadores de transtorno de personalidade, mas o leque é muito mais amplo e a "deformação moral", como classifica Palomba, não está ligada diretamente ao crime. "Os condutopatas - portadores de transtorno de personalidade - que praticam delito são minoria", disse.
Mania deperseguição, dificuldade em se relacionar, desrespeito constante às normas, impulsividade, baixa tolerância a frustrações, perfeccionismo e falta de determinação são características que, quando em exagero, podem indicar um transtorno de personalidade. "A medida é quando a característica começa a chamar muito a atenção dos outros", explicou Palomba.
De acordo com o psiquiatra, um indivíduo comtranstorno de personalidade tem três defeitos básicos: são altamente egoístas; não se arrependem dos atos; têm valores morais distorcidos; gostam ou não se incomodam com o sofrimento alheio. "Aparentemente, a pessoa é normal e lúcida, mas tem uma conduta deformada", disse. "O problema foi descrito pela primeira vez em 1835, como insanidade moral. (...) Ao longo dos anos, já foi chamado de psicopatia,sociopatia, condutopatia e transtorno de personalidade", lembrou Palomba.A deformação de conduta pode ou não se manifestar, no entanto, não existe cura para o problema, segundo Palomba. "Existe tratamento para controlar", afirmou o psiquiatra. De acordo com a psiquiatra e psicanalista da Sociedade Brasileira de Psicanálise Leda Beolchi Spessoto, o indivíduo pode ter predisposição aos transtornos,...
tracking img