Psicologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 161 (40194 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO
PUC-SP

Valéria Centeville

Ciúme patológico masculino: reflexões sob a ótica junguiana

MESTRADO EM PSICOLOGIA CLÍNICA

Dissertação apresentada à Banca Examinadora
como exigência parcial para obtenção do título de
MESTRE em Psicologia Clínica pela Pontifícia
Universidade Católica de São Paulo, sob a
orientação do Prof. Doutor Durval Luizde Faria.

SÃO PAULO
2008

Valéria Centeville

Ciúme patológico masculino: reflexões sob a ótica junguiana

Dissertação apresentada à Banca Examinadora
como exigência parcial para obtenção do título
de MESTRE em Psicologia Clínica pela
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo,
sob a orientação do Prof. Doutor Durval Luiz
de Faria.

Banca Examinadora:__________________________________________
Prof. Dr. Durval Luiz de Faria
__________________________________________
Profa. Dra. Liliana Liviano Wahba
__________________________________________
Profa. Dra. Marion Gallbach

Para o meu pai e minha irmã.

AGRADECIMENTOS

Ao prof. Dr. Durval Luiz de Faria.
À profa. Dra. Liliana Liviano Wahba.
À profa. Dra. Marion Gallbach.
A todos os professores do núcleo deestudos junguianos.
Ao meu pai, minha irmã e à Edna (minha madrasta).
À minha mãe (in memoriam).
Ao meu namorado (Rogério).
Ao Alexandre Schmitt e à Luísa de Oliveira.
Ao Alexandre Magnus Mountfort.
A todos os meus amigos do núcleo de estudos junguianos.
A todas as pessoas que contribuíram, direta ou indiretamente, para a realização deste trabalho.

RESUMO

Os objetivos deste estudosão: compreender como o ciúme patológico masculino se expressa
na cultura patriarcal e entender os aspectos psicológicos envolvidos na dinâmica do ciúme
patológico, especialmente os complexos. O resultado do levantamento bibliográfico mostrou
que existem muitos trabalhos que associam o ciúme masculino à violência contra a mulher,
especialmente no contexto doméstico. Foram pesquisadas definiçõesde ciúme formuladas por
autores importantes como Adler (1967), Alberoni (1988), Freud (1976), Klein e Riviere
(1975) e do DSM-IV - manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais (1995). Livros
e artigos de autores junguianos e neo-junguianos foram pesquisados, tendo sido encontrada
uma única definição de ciúme nesta abordagem teórica, conceituada por Carlos Byington
(2006), criadorda chamada Psicologia Simbólica. Foi encontrado um artigo científico
junguiano sobre ciúme patológico masculino, de Grinberg (2000). Na última etapa do
levantamento bibliográfico, o termo “ciúme” foi pesquisado nas obras completas de Carl
Gustav Jung. Para ilustrar o ciúme patológico masculino, foram selecionados e assistidos
alguns filmes, tendo sido escolhido o que melhor representa estapatologia no gênero
masculino - “Ciúme, o inferno do amor possessivo” (1994) - de Claude Chabrol. A ilustração
foi analisada com base na abordagem da Psicologia Analítica, assim como nas informações
que contextualizam a cultura patriarcal. Conclui-se que as características e emoções mais
comumente associadas ao ciúme patológico masculino são: poder e posse, desejo de domínio
sobre o ser amado,amor e rivalidade amorosa, medo da perda, desejo de exclusividade
amorosa e sentimentos de inferioridade. A não superação do complexo de Édipo enquanto
estrutura, a presença de complexo materno e/ou paterno, a repressão do princípio feminino e o
conseqüente desequilíbrio psíquico são fatores associados ao ciúme patológico masculino.
Este afeto é encontrado com mais freqüência na paranóia.Considera-se a hipótese de que a
cultura e os valores patriarcais, se unilaterais, intensificam o ciúme patológico, pois o que se
mostra exagerado no ciumento patológico é a necessidade de dominar e controlar quem ele
acredita possuir.
Palavras-chave: Psicologia Analítica. Ciúme. Cultura patriarcal. Patriarcado. Violência contra
a mulher.

ABSTRACT

The objectives of this study are to...
tracking img