Psicologia hospitalar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1293 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo



Freqüência do uso do preservativo e percepção de vulnerabilidade para o HIV entre adolescentes

A adolescência é um período freqüentemente caracterizado como o momento inicial da exploração da intimidade, da sexualidade e do desenvolvimento de autonomia. Por estas razões é, simultaneamente, uma época de riscos cognitivos (distimias, depressão, ansiedade, etc) e comportamentais(agressividade, uso de drogas, rebeldia, etc), que podem levar à aquisição de novas vulnerabilidades, dentre elas a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), considerada uma das principais infecções sexualmente transmissíveis. A utilização do preservativo é a maneira mais simples de prevenção considerando o contexto de transmissão sexual. 
Uso de preservativo na adolescência.
Vive-se numaépoca de excessos de estímulos sexual em que a mídia promove um certo incentivo para o ato sexual sem dar a mínima noção de segurança. Os adolescentes desejam ser adultos, falando como adultos e querendo se comportar como tal e ter os privilégios da maturidade.
Segundo o Ministério da Saúde, no mundo todo, 1 entre 20 adolescentes contrai algum tipo de doença sexualmente transmissível (DST) a cada ano.Diariamente, mais de 7 mil jovens são infectados pelo HIV, num total de 2,6 milhões por ano. Aproximadamente 80% das transmissões do HIV no mundo decorrem de práticas sexuais sem proteção.
Verifica-se que a adolescência, por ser essa fase de transição e conflitos, na qual o comportamento sexual e os padrões reprodutivos estão altamente susceptíveis a influências da sociedade, torna-se um períodomais vulnerável a contrair DST´s.
Assim, é atribuído à adolescência o seu despreparo inicial para compreender e desfrutar da sua sexualidade; o seu sentimento ilusório de proteção e poder sobre a vida, minimizando os seus riscos e a sua eventual baixa auto-estima, manifestação de conflitos emocionais, relacionamentos instáveis com a família, amigos e namorados.
O objetivo deste estudo foi fazerum levantamento da freqüência do uso do preservativo na prática sexual dos adolescentes residentes na cidade de João Pessoa/PB, Brasil, bem como verificar a percepção de vulnerabilidade ao HIV que estes jovens possuem.
Participaram do estudo 395 adolescentes de ambos os sexos e com idades entre 12 e 19 anos, sendo considerados apenas aqueles que já haviam iniciado sua vida sexual, ou seja, 165adolescentes.
Utilizou-se um questionário auto-aplicado em sala de aula (de forma coletiva). Considerou-se, além de questões de caracterização e sócio-demográficas, uma questão acerca se o jovem já teve ou não sua primeira experiência sexual e com que idade aconteceu; uma segunda pergunta sobre o uso do preservativo considerando todas as relações sexuais e por fim, foi questionado se estes jovensse consideram ou não vulneráveis as DST’s/Aids. 
O projeto foi enviado ao Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos do CCS (Centro de Ciências da Saúde) da Universidade federal da Paraíba, Brasil, com o intuito de averiguar os parâmetros éticos, tendo como base a Resolução n° 196/96 e recebendo parecer de aprovação para realização da pesquisa, uma vez que sua operacionalização, de acordo comos pareceristas, não traria nenhum dano à saúde física e/ou psíquica dos participantes. 
A análise dos dados obtidos através do questionário foi realizada através de uma descrição estatística (freqüência e média) e estatística correlacional (teste Qui-quadrado). Para isto foi utilizado o programa informático Statistical Package for Social Sciences - SPSS 13.0
Dos 395 estudantes que participaramda pesquisa 51 % era do sexo feminino e 49 % do masculino. A média de idade foi de 15 anos e 4 meses com desvio padrão de 2 anos e 2 meses.
Destes adolescentes que participaram da pesquisa, foi questionado a respeito da sua prática sexual. A primeira questão foi se o adolescente já havia tido sua primeira experiência sexual, tendo como resultado que 122 adolescentes do gênero masculino (31,3%)...
tracking img