Psicologia florense

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 36 (8975 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Fundamentos da
psicologia forense

PARTE

I

Capítulo 1

O que é psicologia forense? Uma introdução

Capítulo 2

Avaliação, tratamento e consultoria em psicologia forense

Capítulo 3

Testemunho pericial e o papel de um perito

O que é psicologia forense?
Uma introdução

O que é psicologia forense?
Você abriu este livro buscando aprender
alguma coisa sobre psicologiaforense,
uma das áreas que mais cresce em toda
a psicologia. Mas você sabe realmente
o que é psicologia forense? Ela é como
aqueles programas da televisão, C SI
– Investigação criminal? A psicologia forense envolve prender os serial killers?
Deve ser como no cinema! O Silêncio
dos inocentes? Beijos que matam? É esse o
tipo de coisa que os psicólogos forenses
fazem, não é? Sem dúvida, essasimagens retratam de forma limitada alguns
dos aspectos da psicologia forense que
atraem o público. Embora esses exemplos possam dar uma impressão pouco
precisa da psicologia forense, eles proporcionam algum entendimento desse
campo. Em última análise, essas imagens deixam as pessoas interessadas no
assunto e nos estimulam a pensar sobre
as coisas terríveis de que os seres humanos são capazes.Raramente digo às pessoas quando
as conheço que sou um psicólogo forense. Geralmente eu lhes digo que trabalho na universidade local. Meu orgulhoso pai acha que essa minha resposta
soa como se eu lavasse o chão em vez de
trabalhar como professor universitário.

1

Entretanto, as imagens que vêm à mente
da pessoa mediana quando você declara
que é um psicólogo forense são muitas
vezesdifíceis de serem corrigidas. Nesse capítulo, vou inicialmente ocupar algum tempo esclarecendo a natureza e os
limites da psicologia forense, oferecendo também uma definição específica da
psicologia forense que usaremos durante o restante do livro. E não se preocupe: algumas dessas imagens que vêm à
mente a partir do cinema e da televisão
são verdadeiras. A Figura 1.1 mostra o
Dr. Theodore Blau,ex-presidente da
APA.

Isto é psicologia forense?
Muitas pessoas equiparam a psicologia
forense à ciência forense ou à aplicação
da lei. Elas acham que os psicólogos
forenses chegam até a cena do crime,
examinam a área e, por fim, identificam
várias pistas que vão ajudar a capturar
o criminoso. Continuamente você vê essas situações retratadas em programas
de televisão, na mídia emnotícias e no
cinema. Na verdade, pesquisas sugerem
que essas imagens na mídia podem conduzir a inúmeras percepções incorretas
sobre a psicologia forense em geral (Pa-

22

Matthew T. Huss

Figura 1.1 O Dr. Theodore Blau, ex-presidente da APA, começou a trabalhar com psicologia forense testemunhando como perito psicológico e com frequência apresentava palestras na Academia do FBI, em Quantico,VA. Arquivos de Psicologia – Universidade de Akron © Skip Gandy,
Gandy Photography, Inc., Tampa, FL.

try, Stinson e Smith, 2008). Entretanto, os
psicólogos não são convocados rotineiramente para coletar amostras de DNA,
analisar uma amostra de sujeira deixada
para obter a localização geográfica de
onde ela se originou ou até para traçar
os assim chamados perfis psicológicos.
Ospsicólogos forenses não são biólogos
ou químicos e raramente são investigadores na cena do crime ou oficiais no
cumprimento da lei. Parece estranho,
mas eles são simplesmente psicólogos.
Eles estudam o comportamento humano e procuram aplicar esses princípios
para auxiliar o sistema legal.
Quando uma velha amiga minha
volta à nossa cidade, geralmente vou até
a casa dos pais dela para comer umchurrasco. Certa vez, seu pai me perguntou,

sabendo que eu era psicólogo forense:
“Como é que você faz terapia com pessoas mortas, meu Deus?”. Bem, embora
pelo menos ele estivesse pensando em
psicólogos forenses em termos das tarefas que eles tipicamente desempenham
(ou seja, tratamento da doença mental),
ele não acertou quando pensou no meu
trabalho como psicólogo forense. Eu não
sou...
tracking img