Psicologia do direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (292 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade de Cuiabá -Faculdade de Direito
Fundamentos Filosóficos do Direito
Prof. Adriano
Aula 3 - A aurora da filosofia
1) PRÉ-SOCRÁTICOS:

Tales de Mileto: 623–546 a.C.,aproximadamente
-pai da filosofia
-cosmologia em substituição à cosmogonia
-substância primordial (arché): água
Anaxímenes: 588-524 a.C., aproximadamente
-arché: ar
Pitágoras deSamos: 570-490 a.C., aproximadamente
-a essência das coisas está nos números
- recusou ser chamado de sábio, preferindo que o chamassem de amigo da sabedoria, dando origem ao termo“filósofo”.

2) Sofistas:

- professores, oradores: ensinam por dinheiro.
- Iniciam a preocupação com o homem e com as relações deste com a sociedade.

Protágoras de Abdera: 480-410 a.C.,aproximadamente
O homem é a medida de tudo o que existe.
O mundo é o que o homem constrói e destrói. Não há verdade absoluta (subjetivismo).

3) Sócrates (469-399 a.C.):

Métodosocrático:
- Ironia (interrogação) e maiêutica (arte de trazer à luz)

Sócrates representa um antagonismo:
- aos sofistas: ensinava em praça pública, sem distinção.
- à cosmologia dosprimeiros filósofos: preocupação com a origem do universo, para centralizar sua atenção no homem.

Sócrates é considerado o fundador da filosofia moral. Seu ensinamento reside:
- noconhecimento: a prática do mal é fruto da ignorância: “conhece-te a ti mesmo”. “Só sei que nada sei”.
- na felicidade: que está no controle efetivo das paixões e na realização do saber.Sócrates pregou o respeito às leis e ao direito. Podemos ligar Sócrates ao Direito através de duas coisas: sua própria vida e seus ensinamentos:
“Eu digo que o que é legal é justo”
“Quemobedece às leis do Estado obra justamente, quem as desobedece, injustamente”
“Era preciso que os homens bons cumprissem as leis más, para que os homens maus respeitassem as leis sábias”.
tracking img