Prova da ibf - agente penitenciario

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3547 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
I.

Nesta prova, você encontrará 4 (quatro) páginas numeradas sequencialmente, contendo 40 (quarenta) questões correspondentes às seguintes disciplinas: Português (10 questões), Matemática (10 questões), Informática (10 questões) e Atualidades (10 questões). II. Verifique se seu nome e número de inscrição estão corretos no cartão de respostas. Se houver erro, notifique o fiscal. III. Assine epreencha o cartão de respostas nos locais indicados, com caneta azul ou preta. IV. Verifique se a impressão, a paginação e a numeração das questões estão corretas. Caso observe qualquer erro, notifique o fiscal. V. Você dispõe de 3 (três) horas para fazer esta prova. Reserve os 20 (vinte) minutos finais para marcar o cartão de respostas. VI. O candidato só poderá retirar-se do setor de prova 1(uma)hora após seu início. VII. Marque o cartão de respostas cobrindo fortemente o espaço correspondente à letra a ser assinalada, conforme o exemplo no próprio cartão de respostas. VIII. A leitora óptica não registrará as respostas em que houver falta de nitidez e/ou marcação de mais de uma alternativa. IX. O cartão de respostas não pode ser dobrado, amassado, rasurado ou manchado. Exceto suaassinatura, nada deve ser escrito ou registrado fora dos locais destinados às respostas. X. Ao terminar a prova, entregue ao fiscal o cartão de respostas e este caderno. As observações ou marcações registradas no caderno não serão levadas em consideração. XI. É terminantemente proibido o uso de telefone celular, pager ou similares. Boa Prova! PORTUGUÊS

INSTRUÇÕES GERAIS

P ESCRITURÁRIO LEGISLATIVOE D I TA L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O N º 0 1 / 2 0 1 2 ENSINO MÉDIO
P RECEPCIONISTA

CÂMARA MUNICIPAL DE FRANCA ESTADO DE SÃO PAULO

Levantou-se, subiu na cadeira, mas desceu da cadeira antes de colocar a forca no pescoço. Lembrara-se de outra coisa. Voltou ao computador e, entre o penúltimo e o último parágrafo, inseriu:

P TELEFONISTA

"Há escritores que escrevem um grandelivro, ou uma grande nota de suicida, e depois nunca mais conseguem escrever outro. Atribuem a um bloqueio, ao medo do fracasso. Não é nada disso. É que escreveram a nota, mas esqueceram-se de se suicidar. Passam o resto da vida sabendo que faltou alguma coisa na sua obra e não sabendo o que é. Faltou o suicídio." Levantou-se, ficou olhando a tela do computador, depois sentouse de novo. Digitou:"No fundo, no fundo, a agonia é saber quando se terminou. Há os que não sabem quando chegaram ao final da sua nota de suicida. Geralmente, são escritores de uma obra extensa. A crítica elogia sua prolixidade, a sua experimentação com formas diversas. Não sabe que ele não consegue é terminar a nota." Desta vez não se levantou. Ficou olhando para a tela, pensando. Depois acrescentou:

"É claro queo computador agravou a agonia. Talvez uma nota de suicida definitiva só possa ser manuscrita ou datilografada à moda antiga, quando o medo de borrar o papel com correções e deixar uma impressão de desleixo para a posteridade leva o autor a ser preciso e sucinto. Tese: é impossível escrever uma nota de suicida num computador." Era isso ? Ele releu o que tinha escrito. Apagou o segundo "no fundo".Era isso. Por via das dúvidas, guardou o texto na memória do computador. No dia seguinte o revisaria. E foi dormir.

Para as questões de 1 a 4, leia o texto abaixo, de Luis Fernando Verissimo. Depois de fazer o laço da forca e colocar uma cadeira embaixo, o escritor sentou-se atrás da sua mesa de trabalho, ligou o computador e digitou: O Suicida e o Computador

"No fundo, no fundo, osescritores passam o tempo todo redigindo a sua nota de suicida. Os que se suicidam mesmo são os que a terminam mais cedo."

1) Considere as afirmações abaixo. I. O personagem desiste do suicídio porque a nova tecnologia o faz perceber que a vida é boa. II. Com humor, o texto mostra as facilidades de reescrita proporcionadas pelo computador, em comparação com as formas mais antigas de escrita. De acordo...
tracking img