Propriedades coligativas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1188 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
Universidade Federal de Mato Grosso
ICET - Instituto de Ciências Exatas e da Terra
Departamento de Química
Química Experimental II










Propriedades Coligativas das Soluções








Docente. Julio Cesar Menezes de Oliveira
Discente: Danielle Cordeiro Barbosa
Eduardo Carmine
Luiz CarlosCUIABÁ
2012
Sumário


1. Introdução.................................................................2
2. Material e Métodos....................................................3
1. Material, vidrarias e equipamentos............................3
2. Reagentes...................................................................3
3.Métodos.....................................................................4
3. Resultados e Discussão..............................................5
4. Conclusão..................................................................6
5. Referências Bibliográficas.........................................7











































1 – IntroduçãoAs propriedades coligativas são efeitos que sofrem uma substância pura em suas propriedades em presença com um soluto não volátil. Esses efeitos são caracterizados pelo numero de partículas do soluto adicionado a um determinado solvente. Os exemplos de propriedades coligativas são: ebulioscopia, criometria, tonoscopia e osmoscopia. Porem só será representado neste relatório a ebulioscopia,crioscopia e tonoscopia. (SCRIBD, 2012)

Tonoscopia é a propriedade que estuda o abaixamento da pressão máxima de vapor causado pela dissolução de um soluto não volatil, aumentando as interações intermoleculares e dificultado a mudança do estado físico de liquido para gasoso, sendo assim, a pressão diminui e a temperatura de ebulição aumenta, chamamos esse aumento da temperatura de ebulição deEbulioscopia. (WIKIPEDIA, 2012)

A Crioscopia é a propriedade que estuda o abaixamento do ponto de congelamento de um liquido ao ser adicionado um soluto não volatil,esse abaixamento ocorre porque quanto maior for a concentração da solução menor será a temperatura de inicio de congelamento. A equação que expressa essa proproedade é dado por (Kc = R∙T2/ 1000∙Lf ), que nada mais é que a multiplicaçãoda constante universal dos gases pela temperatura ao quadrado, dividido pelo calor latente multiplicado por 1000. (WEB, 2012)



Objetivo: Estabelecer uma comparação da temperatura do solvente puro, com a temperatura do liquido com a dissolução de um soluto não volátil. Verificar a influência da concentração de um sólido dissolvido em relação aos efeitos coligativos.









2 -Material e Métodos

2.1 – Material, vidrarias e equipamentos:


• Béquer Qualividros 250mL;

• Béquer Qualividros 250mL;

• Béquer Satelit 1000 mL;

• Proveta Qualividros 50mL;

• Garra metálica;

• Balança Semi-Analitica Bioprecisa, modeloTYS0001;

• Espátula metálica;

• Bastão de vidro;

• Bico de Bunsen;• Tripé;

• Tela de amianto;

• Suporte universal;

• Termômetro. Mercurio L- 041/004, 160ºC.



2.2 – Reagentes


• Sal (NaCl), Merck, 99,5%;
• Álcool Girux, Lote 2208, Fab 10/07, Val 36 meses;
• Refrigerante Coca-Cola, Lote 203:08P, Val 17/03/13;
• Gelo;
• Água destilada.





2.3 – Métodos


Procedimento I(Tonoscopia e Ebulioscopia)


Mediu-se 150 mL de água destilada com o auxílio de uma proveta e colocou-se em um béquer de 250 mL, em seguida, levou-se para o aquecimento em um bico de bunsen com auxilio da tela de amianto apoiada ao tripé, quando iniciou-se a ebulição da água, mergulhou-se termômetro que estava encaixado na garra, acoplada ao suporte universal, e após um minuto...
tracking img