Projeto tcc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1392 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANEXO III do Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso – TCC, do Curso de Bacharelado em Farmácia




UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA


setor de ciências biológicas e da saúd


Colegiado do Curso de Bacharelado em Farmácia

Coordenação do Trabalho de Conclusão de Curso


|MODELO DE PROJETO DE TCC|

O projeto de TCC, com o máximo de 15 páginas, deverá conter:

Título do Projeto: Estudo “in vitro” da atividade antimicrobiana presente em enxaguatórios bucais contendo produtos naturais


Acadêmico(a) proponente: Alais Ferreira da Rocha de Oliveira

Orientador(a): Luis Antonio Esmerino

Co-orientador(a):

Palavras Chave: AntimicrobianosEnxaguatórios bucais
Produtos Naturais

1. Problematização e Justificativa
A ecologia da microbiota oral é pouco conhecida. Embora mais de 400 espécies de micróbios tenham sido identificados como residentes na boca, provavelmente um número muito maior do que estes de espécies ainda são desconhecidos. A pesquisa tem se detido nos organismosassociados com a cárie dentária e as doenças da gengiva, porém existem muitos outros micróbios vivendo nas células de revestimento das bochechas, na língua, no palato e no assoalho da boca, estes podem contribuir para o mau hálito (BLACK,2002).
Com a finalidade de auxiliar os métodos convencionais de higiene bucal, muitos
agentes químicos vêm sendo estudados, entre eles antibióticos,compostos quaternários de amônio, acetato e gluconato de clorexidina e outros (OLIVEIRA et al., 1998). Outros ativos, como os antiinflamatórios e anti-sépticos, também vêm sendo utilizados amplamente para afecções da mucosa bucal.
Dados sobre a atividade antibacteriana de extratos vegetais e fitofármacos, avaliada frente a microrganismos sensíveis e resistentes a antibióticos, bem como o possívelefeito sinérgico da associação entre antibióticos e extratos vegetais, são relevantes, permitindo concluir que estudos mais detalhados sobre o uso terapêutico das plantas devem ser intensificados (NASCIMENTO et al.,2000). No Brasil estão localizadas cerca de 20% das 250 mil espécies medicinais catalogadas pela UNESCO, facilitando o aproveitamento do potencial curativo dos vegetais para o tratamentode doenças, inclusive na área de odontologia (NUNES et al., 1999).
A placa dental é um revestimento de microrganismo e matéria orgânica continuamente formada na superfície dos dentes. A limpeza cuidadosa e freqüente minimiza, mas não impede a formação de placa. (BLACK, 2002). Frente às limitações dos métodos mecânicos de higiene, agentes antimicrobianos são estudados no controle do biofilme. Emface do exposto, diversas substâncias têm sido utilizadas, por meio de enxágüe bucal, na redução da microbiota cariogênica (JARDIM; JARDIM, 1998).
Em face da vasta comercialização de enxaguatórios bucais, busca-se confirmar se a finalidade para o seu uso é comprovada através de ensaios microbiológicos testando a eficácia dos componentes presentes nas formulações desses produtos de uso oral.2. Objetivos e Metas
2.1 Dos objetivos:

2.1.1.Avaliar através de estudo “in vitro” a atividade antimicrobiana de fármacos e extratos vegetais adicionados a formulações de enxaguatórios bucais de venda livre ao consumidor.
2.1.2 Realizar um exame comparativo da efetividade no controle do crescimento bacteriano em placa dos produtos estudados.
2.1.3Verificar se a composição e concentraçãode agentes antimicrobianos contido nos produtos orais refletem na susceptibilidade antimicrobiana.
2.1.4 Confrontar se finalidade do uso de enxaguatórios bucais condiz com os resultados representados no estudo.
2.1.5 Expor à sociedade a real atividade dos produtos de uso oral disponíveis no mercado.
2. Das metas:
2.2.1 Alcançar os objetivos desejados através do estudo microbiológico dos...
tracking img