Projeto de pesquisa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3231 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SHEILA SUZE ALVES NASCIMENTO















À VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO















BARRA DO TARRACHIL

2012





SHEILA SUZE ALVES NASCIMENTO















À VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO









Trabalho Solicitado pela tutora de serviço social Emanuela Gomes Castro com o objeto de adquirir conhecimento para aelaboração dos demais trabalhos do curso.









BARRA DO TARRACHIL

2012


SUMÁRIO




Problema de pesquisa: 4

Justificativa: 4

Hipóteses: 4

Objetivo principal: 4

Objetivos secundários: 5

Metodologia: 5

INTRODUÇÃO 6

A VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO 8

TIPOS PRINCIPAIS DE VIOLÊNCIA 10

CAUSAS PRINCIPAIS DA MORTALIDADE DO IDOSO E PERFIL DO AGRESSOR 12

FERRAMENTAS PARA PREVENÇÃO E REPRESSÃO DAVIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS 15

CONCLUSÃO 17

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 18





Problema de pesquisa:



Como se caracteriza a violência física e verbal contra os idosos, quais medidas podem ser tomadas e quais são os principais responsáveis pela proteção do idoso?




Justificativa:



O tema justifica-se devido ao grande número de casos de agressões contra a pessoa idosa que estão surgindo nocotidiano e dos índices crescentes desse tipo de agressão no âmbito familiar. Além da busca incessante, por parte do assistente social, de respostas que possam trazer a solução para o termino desse tipo de violência ou a sua redução.




Hipóteses:



O idoso que é vítima freqüente de agressões está mais vulnerável e tem seu tempo de vida reduzido.




Objetivo principal:



O objetivo principal darealização dessa pesquisa é conhecer melhor o tema em questão e propor soluções que ajudem os idosos.





4


Objetivos secundários:



Informar aos idosos da comunidade as melhores maneiras de denunciar esse tipo de abuso.

Traçar um perfil do agressor e como identificá-lo com mais facilidade.




Metodologia:



Para a realização desse trabalho será feita pesquisa em artigos de autoresreconhecidos que tratem sobre o tema, livros referentes ao assunto, pesquisa na internet e observação de alguns idosos, quando possível aplicando perguntas para obter melhores informações sobre o que esta realmente acontecendo em cada caso, fazendo assim uma pesquisa qualitativa, mas que possa vir a ter alguns dados quantitativos desde que esses venham a enriquecer assim o conteúdo estudado.5




INTRODUÇÃO





Nos dias atuais, mesmo após 18 anos da edição da Lei de Política Nacional do Idoso (Lei 8.842/94) e quase 10 anos após o Estatuto do Idoso (Lei 10.741/03), ainda é comum o acontecimento de casos de agressõese muito poucas são as medidas efetivas que adotem práticas que garantam efetivamente o cumprimento dos direitos do idoso no Brasil.

Em contrapartida a sociedade já da mais atenção a esses acontecimentos e a procura por providências se torna cada vez maior com o intuito de mudar esse panorama. Normalmente o marco etário que define o ingresso na velhice, embora não fixado em qualquer normainternacional, é a idade de 60 anos. É dessa idade em diante que uma pessoa pode ser definida como idosos inclusive no Brasil (conforme as duas leis citadas). Esse marco etário é importante porque, a partir dele, se calcula os índices de envelhecimento da população que também entra no cálculo de importantes índices como o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) que é uma medida comparativa usada paraclassificar os países pelo seu grau de "desenvolvimento humano" e para separar os países desenvolvidos (muito alto desenvolvimento humano), em desenvolvimento (desenvolvimento humano médio e alto) e subdesenvolvidos (desenvolvimento humano baixo).

Segundo dados do IBGE, no Brasil, o contingente de idosos tem crescido de forma acelerada, estimando-se que até 2020, o país conte com 40...
tracking img