Projeto de mestrado politica de cotas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1225 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIOESTE – Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Foz do Iguaçu
Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Sociedade, Cultura e Fronteiras

A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA E SEUS REFLEXOS NA SOCIEDADE – DA ESCRAVIDÃO ÀS COTAS DA REMISSÃO

Eloíza Alexandre de Souza Silva

Foz do Iguaçu/ Pr
2010
ELOIZA ALEXANDRE DE SOUZA SILVA

A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA E SEUSREFLEXOS NA SOCIEDADE – DA ESCRAVIDÃO ÀS COTAS DA REMISSÃO

| |Projeto de pesquisa apresentado como requisito parcial para a |
| |seleção no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Sociedade, |
||Cultura e Fronteiras – nível de Mestrado, da Universidade |
| |Estadual do Oeste do Paraná - Campus Foz do Iguaçu. |
| | |
||Linha de Pesquisa: Trabalho, Política e Sociedade |
| | |

Foz do Iguaçu/ Pr
2010

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 04
2 OBJETIVOS 04
3 JUSTIFICATIVA 04
4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 05
5 METODOLOGIA 07
6 CRONOGRAMA 07
7 REFERÊNCIAS 081 INTRODUÇÃO

Para entendermos o panorama atual da educação na nossa sociedade, precisamos resgatar os fundamentos históricos que nos levaram a ter este legado.

A pesquisa da história da educação brasileira e seus reflexos na sociedade, visa portanto, fazer uma resenha da nossa história e sua importante contribuição para a sociedade atual, inclusive levantando dados atuais de nossa região deFronteiras, principalmente no ensino superior.

Pretende-se fazer uma abordagem em relação a políticas de cotas, através do "Estatuto da Igualdade Racial" que é o Projeto de Lei (PL) 3198/2000 já aprovado no Senado e que está em tramitação na Câmara dos Deputados, e se de fato, tem produzido os resultados esperados ou apenas uma forma déspota de remissão das classes dominantes.

2 OBJETIVOS• Resgatar a história da educação no Brasil;
• Estudar seu atual modelo de gestão e a participação dos estudantes afro-descendentes;
• Diagnosticar seus reflexos políticos e sociais em nossa Sociedade e Fronteiras.

3 JUSTIFICATIVA

A educação tem o papel importante de formar cidadãos para edificar uma nação. Conhecer a nossa história é fundamental para definir e planejar onosso futuro.

O Brasil ainda possui um índice de quase 10% de analfabetos em sua população "Não importa se o Brasil vai ser a quinta economia do mundo. Se ele mantiver um índice de quase 10% de analfabetos como tem hoje, ele será um fracasso, afirmou o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE), professor Roberto Franklin Leão.[1]

Segundo informações do IBGE,divulgada no site portal terra em 09/10/2009, o percentual de brancos entre os estudantes de 18 a 24 anos no nível superior era de 57,9%, enquanto que o de negros e pardos era de cerca de 25%.

Não existe dúvidas de que o problema educacional não pode ser tratado de forma isolada do conjunto dos demais problemas sociais brasileiros, daí a relevância deste tema.

4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Partindoda era colonial, desde o seu descobrimento, o Brasil foi utilizado por seus colonizadores portugueses, apenas como instrumento de seus próprios interesses econômicos e necessidade política de preservar a posse do Brasil ameaçada por estrangeiros.

Desde o inicio da Colônia até o fim do Império, todo trabalho manual feito no Brasil, todo trabalho que exigia continuado esforço físico, era...
tracking img