Professor reflexivo/ensino de qualidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5209 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
Professor Reflexivo/Ensino de Qualidade
Isabel Costa Martins

Na minha vida ainda preciso de discípulos, e se os meus livros não serviram de anzol, falharam a sua intenção. O melhor e essencial só se pode comunicar de homem para homem. Friedrich Nietzsche

1 – Introdução A questão da qualidade do Ensino tem sido tema de controvérsia e discussão, quer de especialistas, quer da sociedade emgeral. Presentemente, muitas são as vozes conceituadas que se têm feito ouvir, dizendo que o mal está no Sistema. Desse Sistema, algo aleatório, fazem parte os Professores, que têm visto o seu papel ser alterado, por imposição das diversas políticas educativas. Segundo Nóvoa (2009), os anos 70 foram marcados pela racionalização do ensino, a pedagogia por objectivos, a planificação. Os anos 80 pelasreformas educativas e pela atenção às questões do currículo. Os anos 90 pela organização, administração e gestão dos estabelecimentos de ensino. Agora, parece ter voltado o tempo dos professores. Mas de que professores se fala hoje? O que é ser professor no princípio do século XXI? Ou o que se espera dos professores actuais? Durante muito tempo atribuiu-se ao Professor o centro do processo deensino, em que ele tinha por “missão” transmitir conhecimentos aos seus alunos. As características que definiam o “bom professor” na segunda metade do século XX eram marcadas pela trilogia de grande sucesso: saber (conhecimento), saber-fazer (capacidades) e saber-ser (atitudes). Hoje, pretende-se que o professor seja um colaborador do aluno, no sentido de o levar a ter consciência das suasnecessidades para a construção dos seus saberes. (Antunes, 2005).

Sempre se reconheceu a existência de Professores que marcaram, pela positiva, os seus alunos, aqueles que efectivamente contribuíram para a sua formação: Os “verdadeiros” Mestres. Infelizmente, o seu oposto também é verdade. E porquê? Já em 1986, Lee Shulman (citado em Nóvoa, 2009) afirmou que “para ser professor não basta dominar umdeterminado conhecimento, é preciso compreendê-lo em todas as suas dimensões”. Então, é preciso aprofundar e analisar a identidade profissional docente, que na óptica de Amélia Lopes é primeiro, uma identidade, depois, uma identidade profissional e, finalmente, uma identidade profissional docente. Ainda a mesma autora, numa entrevista dada, afirma haver vários tipos de professores e vários modos de seser bom professor. O professor estabelece uma relação com a sua profissão e com o seu grupo de pares que tem a ver, segundo Lessard (1986, citado em Lopes), com a simbolização que cada um realiza. Tais considerações aproximam-se do caminho a que se pretende chegar: o Ego Docente, distinto do Ego Psicológico e explicado por Gascón e Sánchez (2002): “O ser humano para além de ser um ser, é um serque quer ser, ou seja um ser mais ou um ser para a totalização.” Querem os autores dizer que – a nossa pessoa (o eu) está envolta pelo ego com o qual se identifica (eu sou o meu ego), que comprime e encerra a consciência. É esta falta de consciência que inibe o professor de ser um bom professor. Isto porque, a maturidade pessoal dá-se quando o córtice de condicionamento do ego, dá lugar àconsciência e o eu passa a ser cada vez menos ego e mais consciência. Aí, o sujeito vai conquistando níveis sucessivos de evolução interior. Formado o eixo ego-consciência , que é o centro gravitacional da inovação permanente, atinge-se a mudança interior e com ela a possibilidade de reflectir. Fala-se actualmente muito no professor reflexivo, mas como questiona Nóvoa (2009), muitos professores de hoje sãobem menos reflexivos do que muitos outros professores de tempos em que ainda não se falava do “professor reflexivo”. Ainda segundo Nóvoa (2009) é preciso que o professor saiba entender a escola, saiba aprender com os mais experientes, saiba dialogar e reflectir sobre as suas práticas para que possa haver aperfeiçoamento, inovação e fazer avançar a profissão docente. A profissionalidade docente...
tracking img