Processos sensoriais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1801 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PROCESSOS SENSORIAIS

Perguntas Iniciais

Qual a diferença entre Sensação e Percepção?
Como a informação dos estímulos do mundo é transformada em atividade neural no cérebro?
O que sabemos sobre a relação entre a atividade neural do cérebro e nossas percepções do mundo?
Como conseguimos perceber o espaço entre 3 dimensões com base em inputs BIDIMENSIONAIS da retina?
Como conhecemos asformas dos objetos que nunca vimos antes?
Como a atenção influencia a nossa maneira de perceber o mundo?

Qual a diferença entre Sensação e Percepção?

Sensação
Como os nossos órgãos dos sentidos respondem a estímulos externos (luz, som, etc.) e transmitem estas respostas ao cérebro.
Transdução: receptores sensoriais produzem impulsos neurais qdo recebem estimulação (física ou química)Ex. Luz verde – emissão de fótons – detectados nos olhos por neurônios especializados – sinais para o cérebro

Percepção
Processamento adicional dos sinais sensoriais no cérebro que leva a uma representação interna dos estímulos
Envolve processamento, organização e interpretação dos sinais sensoriais.
Ex. cérebro processa esses sinais neurais – observador pensa: “Essa luz é verde!”Depende da atenção

Como a informação dos estímulos do mundo é transformada em atividade neural no cérebro?

codificação sensorial: maneira como nossos órgãos sensoriais traduzem as propriedades físicas de um Estímulo em impulsos neurais
Ex. Luz verde do semáforo – neurônios na retina
Transdução: receptores sensoriais produzem impulsos neurais qdo recebem estimulação (física ou química)Psicofísica: relacionando estímulos e Respostas

Limiares sensoriais: cada espécie vem equipada com níveis de sensibilidade que permitem a sobrevivência e o crescimento
Limiar absoluto: é a menor estimulação capaz de ser percebida em 50% das vezes. Varia de acordo com nosso estado psicológico (motivação, estado de alerta).
Limiar da diferença: é a quantidade mínima de mudança necessária paradetectarmos uma diferença entre intensidade de estímulos
Lei de Weber
a menor variação perceptível para determinados estímulos – limiar diferencial (DAP)
Estipulava que o limiar sensorial (a menor diferença perceptível entre dois valores de um estímulo) é uma proporção constante do estímulo. Depende do estímulo.
Lei de Fechner
➢ Estabeleceu que a força da experiência sensorial AUMENTAconforme o logaritmo da intensidade do estimulo
➢ S= K log I (S= magnitude da experiência; K = constante; I= intensidade física do estimulo)
➢ Qdo intensidades do S são ALTAS, MENOR a capacidade de sentir a diferença entre os Ss.


Lei da Potência de Stevens
➢ Na década de 50 Stevens reviu a Lei de Fechner e descobriu que ela nem sempre era válida
➢ S= KIp p é um expoente qvaria de acordo com a modalidade sensorial

Teoria da Detecção de Sinais
➢ A detecção de um S não depende apenas do seu sinal, da intensidade do mesmo, MAS TB do nosso ESTADO PSICOLÓGICO – experiências prévias, expectativas, motivações, estado de alerta
➢ Sinais fracos – medimos como na nossa taxa de acertos ou de alarmes falsos
➢ Limiares absolutos variam
➢Responsividade tb varia
➢ A sensibilidade do observador é calculada comparando-se o índice de acertos com os alarmes falsos – corrigir viés do observador

Estimulação Subliminar
➢ PRIMING seria um tipo de estimulação subliminar
➢ “Aquilo que o pensamento consciente não pode reconhecer o coração pode saber”
➢ Experimentos com imagens – influencia na classificação/julgamento
➢Experimentos de nomeação, de associação
➢ SIM. Nós podemos processar ALGUMAS informações a partir de Ss MUITO FRACOS para serem RECONHECIDOS.
➢ Em condições específicas ISTO PODERIA SER EXPLORADO de FORMA INESCRUPULOSA – mensagens subliminares
➢ Procedimentos sublimares oferecem POUCO ou NENHUM valor aos praticantes do marketing
➢ Efeito transitório, por um breve período....
tracking img